Plantio de 110 mudas marca a comemoração do Dia da Árvore no Parque Botânico

0
98

O evento também marcou a Semana de Artes, Meio Ambiente e Estudos “Edna Portari” instituída pela Lei Municipal 10.273/2021, de autoria da vereadora Thainara Faria

O plantio de 110 mudas marcou na manhã desta terça-feira (21), a comemoração do Dia da Árvore, no Parque Botânico. O evento foi organizado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade, o Daae e contou com o apoio da Secretaria Municipal de Comunicação e do mandato da vereadora Thainara Faria, que fez a doação de 40 mudas para o plantio.
O prefeito Edinho participou do evento e fez questão de destacar a importância da Semana de Artes, Meio Ambiente e Estudos “Edna Portari” instituída pela Lei Municipal 10.273/2021 de autoria da vereadora Thainara Faria. “A aprovação dessa lei abre a possibilidade de um debate importante sobre essas temáticas e faz homenagem a uma das mulheres mais vibrantes que já conheci que é a Edna Portari, uma das maiores ativistas culturais da história de Araraquara, que ajudou a criar a Secretaria Municipal de Cultura”.
Edinho também ressaltou a simbologia da data neste momento de estiagem que o país vive. “A primavera chega, o dia da árvore chega e com eles a esperança de chuva, do verde voltar, de termos o início da estação da prosperidade”.
A vereadora autora da lei, Thainara Faria, salientou que o evento ocorre na contramão do que está acontecendo no resto do país. “O que vemos em todo país é o desmatamento, a agressão ao meio ambiente e a pouca importância a tudo aquilo que se diz desenvolvimento sustentável”. Para ela, a ação mostra o compromisso do atual governo com as próximas gerações. “Hoje nós iniciamos mais um compromisso que temos de manter, uma Araraquara saudável para todos, mesmo neste momento tão difícil onde o calor mostra que o aquecimento global é uma realidade, onde todos sofrem tanto com as queimadas. Nós precisamos continuar o trabalho de conscientização, de conversa com a população e com certeza de plantio de árvores. O Dia da Árvore é um grande símbolo para nós”.
O secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade, José Carlos Porsani, aproveitou o momento para destacar a reativação do viveiro municipal. “Nosso Viveiro Municipal, localizado no antigo Matadouro, foi reativado e já conta com mais de 3.000 mudas”. Ele também agradeceu todo apoio que o setor vem recebendo do legislativo, do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente (COMDEMA) e da sociedade civil em geral. “Não posso deixar de agradecer ao Parque Vivo e também às Usinas São Martinho e Santa Cruz que têm nos doado muitas mudas de árvores”. Porsani também destacou o trabalho dos servidores e técnicos da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade.
O superintendente do Departamento Autônomo de Água e Esgoto (DAAE), Donizete Simioni, afirmou que a Secretaria vem dando continuidade ao trabalho realizado pelo Daae desde 2017. “Nós já plantamos desde 2017 mais de 15 mil árvores, nós fizemos reflorestamentos em nossos mananciais, dos córregos do Paiva, do Tanquinho, do Cupim, do Água Branca e a recuperação do Parque do Basalto, que foi uma obra que a gente se orgulho muito de ter feito. Ao todo foram mais de sete milhões de reais investidos na área”. Donizete ainda ressaltou que Araraquara tem padrões acima do estabelecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em relação à arborização urbana. “A OMS recomenda 12 m² de área verde por habitante e Araraquara, no último balanço, apresenta 18 m² por habitante de área verde”.
O gerente de Planejamento, Sustentabilidade e Educação Ambiental, Valter Luiz Iost Teodoro, finalizou o evento destacando a importância das árvores no combate ao aquecimento global. “A maior importância das árvores é combater o aquecimento global, pois as folhas das árvores sequestram carbono, do escapamento dos carros, da chaminé das indústrias, das queimadas”. Ele também alertou para os riscos que o desmatamento da floresta Amazônica pode trazer para o clima da nossa região e de todo planeta e reforçou a importância de se manter as áreas verdes. “Quando desmatamos florestas, principalmente a floresta Amazônica, a gente começa a interferir no clima, tanto da nossa região, como global. Sabemos que as chuvas que caem aqui vem da região norte. Além disso, manter essas áreas verdes como o Botânico, o Basalto e criar novas áreas verdes ajudam a amenizar o clima na região e a evitar outros problemas ambientais”.
Estiveram presentes também do presidente da Câmara Municipal, Aluísio Boi (MDB), da vereadora Thainara Faria (PT) e do vereador Paulo Landim (PT); secretários, coordenadores e gestores municipais; e de Ricardo Portari, sobrinho de Edna Portari e técnico em Serviços Públicos na Secretaria de Cultura.

(SECRETARIA MUNICIPAL DE COMUNICAÇÃO – PREFEITURA DE ARARAQUARA)

 

Deixe uma resposta