Para restabelecer assistência aos pacientes SUS, Prefeitura fará intervenção na Santa Casa

0
156

Medida ocorre após solicitação de providências pelo Ministério Público e tentativas frustradas de composição e buscas de alternativas conjuntas com a atual Mesa Diretora

Em virtude das dificuldades das mais diversas ordens vivenciadas pelo Hospital Santa Casa de Misericórdia de Araraquara, de total conhecimento público, em especial, a desassistência aos pacientes SUS da cidade e região, a Prefeitura comunica que, a partir desse sábado (11), decretará a intervenção temporária no hospital. Já na segunda-feira (13), o Município estará dentro do hospital para garantir assistência aos pacientes SUS. A secretária de Saúde, Eliana Honain, foi nomeada a interventora. O decreto estabelecendo a ação foi publicado nos atos oficiais do Município neste sábado, dia 11 de junho.

A intervenção do Poder Público Municipal na Santa Casa de Misericórdia tem como principal objetivo garantir a adequada prestação de serviços públicos de assistência à saúde pela entidade, bem como da aplicação eficaz das verbas públicas à prestação do referido serviço.

Cabe ao Município, como gestor pleno do sistema municipal, manter os serviços de atendimento à saúde da população, conforme disposto na Constituição Federal, com a cooperação técnica e financeira da União e do Estado.

Ciente dessa responsabilidade e da situação crítica da Santa Casa, exposta publicamente, foram várias as tentativas frustradas de acordo com a diretoria do hospital, inclusive com a mediação do Ministério Público Estadual (MPE), por meio da assinatura de um Termo de Ajustamento de Conduto (TAC). Iniciativa frustrada por não concordância da direção da Santa Casa.

O notório prejuízo do atendimento hospitalar, inclusive com falta de medicamentos anestésicos para a realização de cirurgias, longas filas de esperas para cirurgias, inclusive de pacientes internados, dificuldade de regulação de leitos para pacientes que aguardam transferência das UPAs (Unidades de Pronto-Atendimento) e bloqueio de leitos de UTI pela ausência de corpo médico para integrar as escalas de plantão, exigiu a intervenção do Município, que nomeou como interventora a secretária municipal de Saúde, Eliana Honain.

No prazo de 10 dias, junto com uma Comissão de Gestão de Intervenção, ela apresentará ao prefeito Edinho um relatório das providências tomadas até então e o diagnóstico das atividades e providências necessárias à retomada da regular prestação do serviço público de assistência à saúde pela entidade. Ainda de acordo com os termos da intervenção, ao final da situação, a secretária de Saúde deverá apresentar um relatório final conclusivo e a respectiva prestação de contas final.

Dessa forma, o município acredita que conseguirá colaborar com a recuperação da Santa Casa, que hoje é responsável pelo serviço público de assistência à saúde da população de Araraquara e outros 18 municípios da região que têm o hospital como referência.

Deixe uma resposta