País soberano deve fortalecer instituições, democracia e construção da igualdade, destaca Edinho no 7 de Setembro

0
205
No ato cívico de 200 anos da Independência, prefeito de Araraquara destacou ainda o desejo de que o Brasil seja um país de oportunidades para todos os brasileiros


Em ato cívico dos 200 anos da Independência do Brasil realizado na quarta-feira (7), na sede da Guarda Civil Municipal, o prefeito Edinho ressaltou que o País constrói a sua soberania diariamente e destacou o desejo de uma sociedade com oportunidades para todos, sem distinção. Edinho ainda afirmou que o Brasil deve fortalecer suas instituições, a democracia e a construção da igualdade.

O evento, transmitido ao vivo pelo Facebook da Prefeitura, reuniu autoridades municipais e das forças policiais (Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Guarda Municipal), assim como o Tiro de Guerra 02-002 — o mais antigo em atividade no Brasil.

“Nós construímos o sonho da nossa soberania todos os dias. Nós construímos o sonho da nossa soberania quando nós debatemos com a sociedade brasileira o valor e o peso das nossas instituições. Não tem país independente e soberano se não tivermos instituições fortes, instituições que zelem pelo nosso conceito de soberania. E não só o conceito de território e de Nação. É o conceito também de construção de um país em que todos os brasileiros se sintam parte dele e participem do processo de produção e distribuição das nossas riquezas, em que os brasileiros não enxerguem como possibilidade de futuro o passaporte na mão para buscar a construção do futuro em outro país. Nós queremos que os brasileiros acreditem que a construção do futuro seja dentro do território nacional, que aqui a gente possa construir as possibilidades de um futuro melhor”, afirmou Edinho.

“Nesses 200 anos da Independência, o sonho da nossa soberania é a construção de um país que valorize as instituições, a democracia e as políticas públicas de construção da igualdade, onde cada criança nascida brasileira tenha oportunidade de ter acesso a uma educação de qualidade, saúde de qualidade, a um bom emprego, à construção de condições adequadas para constituição de suas famílias. Não tem como uma família se sustentar se não tiver acesso ao emprego, à renda, às políticas públicas. Esse é o sonho de construção de um país que ofereça oportunidade a todas as brasileiras e a todos os brasileiros”, complementou o prefeito.

Edinho ainda destacou que um país livre e soberano respeita a sua diversidade e combate a intolerância, o ódio e todas as expressões de agressividade. “Como queremos construir o Brasil a partir de Araraquara, que Araraquara seja uma cidade pacífica, amorosa, acolhedora, que conviva com a sua diversidade e gere oportunidades. Viva o bicentenário da nossa Independência”, concluiu Edinho.

A vice-presidente da Câmara Municipal, Thainara Faria (PT), representando o Legislativo araraquarense, disse que a data representa um momento único do nosso país. A vereadora ainda destacou a importância dos municípios na construção das políticas públicas e na formação da sociedade.

“Enquanto representante da Câmara Municipal, quero saudar os araraquarenses que nos acompanham ao vivo e dizer que nós temos de ter a consciência de que a vida acontece na cidade. Estamos aqui pelo bicentenário da Independência do nosso país, mas a nossa vida acontece aqui. Aqui estamos com nossos familiares, amigos, desempenhamos nossas funções no trabalho, estudamos e vivemos. Para mim, é um orgulho servir a cidade de Araraquara e caminhar ao lado de gente que defende o povo e a democracia no nosso país”, declarou Thainara.

Também estiveram no ato cívico o vice-prefeito e secretário do Trabalho, Desenvolvimento Econômico e Turismo, Damiano Neto; as secretárias municipais Eliana Honain (Saúde), Clélia Mara dos Santos (Educação), Juliana Agatte (Governo, Planejamento e Finanças) e Priscila Luiz (Comunicação); o coordenador de Segurança Pública, Alexandre Pomponi; o 1º tenente Bigossi, representando o 13º Batalhão de Polícia Militar do Interior (BPM/I); o 1º tenente Portruneli, representando o 3º Subgrupamento do 9º Grupamento do Corpo de Bombeiros; o chefe de instrução do Tiro de Guerra 02-002, subtenente Brayner Rogério Tavares Araújo, e o instrutor, subtenente Alexander de Almeida Lopes; o inspetor da Guarda Civil Municipal, César Ribas de Oliveira; a Banda Regimental do 13º BPM/I e os atiradores do Tiro de Guerra 02-002; e Francisco Alves da Costa Júnior, guarda-mirim social de Santa Lúcia, que realizou o toque da alvorada.

 
SECRETARIA MUNICIPAL DE COMUNICAÇÃO
PREFEITURA DE ARARAQUARA

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.