Obras do CER ‘Doutor Álvaro Waldemar Colino’ estão atrasadas

0
64

Vereador Rafael de Angeli (PSDB) cobrou cumprimento do contrato, que previa conclusão dos serviços em junho de 2021

Em 3 de agosto, o vereador e primeiro secretário da Câmara Municipal de Araraquara, Rafael de Angeli (PSDB), encaminhou, à Prefeitura, o Requerimento nº 725/2021, solicitando informações sobre a obra de reforma e ampliação do Centro de Educação e Recreação (CER) “Doutor Álvaro Waldemar Colino”, vencedora do Orçamento Participativo (OP) de 2018. Com investimento inicial de R$ 1.984.794,48 e conclusão prevista para junho de 2021, o prazo foi prorrogado para setembro deste ano. As informações foram dadas pela Secretaria Municipal de Educação no dia 17 de agosto.
De acordo com a secretária municipal de Educação, Clélia Mara dos Santos, o contrato, assinado entre a Prefeitura e a empresa vencedora do processo de licitação, precisou ser aditado para a execução de serviços não contemplados na planilha orçamentária licitada, “mas essenciais ao bom funcionamento da unidade de ensino e ao atendimento das necessidades de melhoria da ventilação dos ambientes, exigida pela atual situação pandêmica”. Com os acréscimos, o valor do contrato passou a ser de R$ 2.074.672,47, cujo recurso, de acordo com a secretária, é fruto do empréstimo do município junto à Caixa Econômica Federal, por meio do programa de Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa).
No documento parlamentar, Angeli destacou que a unidade ainda não retomou os atendimentos presenciais, mas que, a partir de agosto de 2021, está previsto um aumento no percentual de alunos nas unidades escolares. Questionada, a secretária não informou sobre o percentual de alunos que a unidade atenderá na retomada das aulas. “O percentual de alunos a serem atendidos presencialmente depende da adesão dos pais e do estudo das dimensões das salas de aulas, considerando o quantitativo de adeptos por turma e classe”, respondeu Clélia.
O vereador continuará cobrando agilidade. “É de muito louvor essas adequações devido à pandemia, porém precisamos de agilidade na entrega, pois diversas famílias precisam desse serviço, um direito da população”, finaliza Angeli. (Comunicação Social – Câmara Municipal de Araraquara)

Deixe uma resposta