O Brasil ficou em terceiro lugar num ranking de crianças que não frequentaram as escolas durante a pandemia

0
314

Dra. Cláudia Araújo (*)

Em 2015, eu ouvi o chamado que o conhecimento de saúde precisava sair das paredes dos consultórios e hospitais e alcançar a todos. Assim, depois de 35 anos de emergência de pediatria em hospitais públicos e privados, e mais de 500 mil pessoas atendidas, decidi estudar o que os outros países falavam sobre saúde escolar. Após um ano e meio de pesquisas, idealizei o Programa de Saúde Integral da Crescer Saúde, pautado em princípios simples, de educação continuada em saúde e teleassistência médica, acessível a todos os brasileiros. Em 2017, eu já estava no mercado, acompanhando escolas, porque acredito que só a educação transforma.

Quando o mundo parou em 2020, durante meses eu acordei e deitei perguntando o que Covid 19 veio me ensinar? Vieram muitas respostas diferentes e complementares, até que eu entendi que Covid 19 foi o convite para “comVida20”. Você fez essa pergunta?

Assim, nasceu a consciência que a resposta para o enfrentamento da pandemia depende exclusivamente das nossas ações, das nossas emoções, dos nossos pensamentos e cuidados com a nossa morada, com a morada que viemos habitar, com o nosso corpo e com a nossa casa. Dessa consciência surgiu o conceito dos cinco níveis de higiene, sendo: higiene pessoal, higiene ambiental, higiene emocional, higiene mental e higiene espiritual.

Confesso que, quando escrevi pela primeira vez sobre os cinco níveis de higiene, eu achei esquisito, entretanto, esse conceito foi o chamado para ver que o que acontece do outro lado do mundo. Se projeta como teia de energia – fato que a física provou muito antes. Contudo, é certo que o Covid 19 foi o maior chamado da história para a conexão entre os homens.

A tecnologia da comunicação virtual já estava pronta e não sabíamos como fazer uso. Com esse entendimento, no período de junho a setembro de 2020, fiz mais de 100 videoconferências para diretores de escolas, professores e famílias, falando da importância de escolas abertas, dos cuidados necessários de prevenção de doenças, acidentes e valorização da vida.

A escola é essencial com aulas presenciais porque saúde é vida. É pela saúde mental das crianças e das próximas gerações, que garantir o direito de aprender é dever de todos. Conhecimento é a chave da mudança. Não existe liberdade sem conhecimento. Todo investimento em prevenção é menor que o real custo com tratamento. A Covid 19 veio nos mostrar que é essencial a transmissão de conhecimento de saúde nas escolas para crianças, desde a mais tenra idade, para os educadores e famílias, porque saúde é vida.

(*) É idealizadora e CEO da Crescer Saúde. É mãe, avó, médica e possui mais de 30 anos de Clínica de Homeopatia e Medicina Integrativa, atendendo mais de 500 mil pessoas em 35 anos de emergência de pediatria. (Luciana Veríssimo – e-mail: imprensa01@grupovervi.com.br)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.