Nilson Carneiro apresenta balanço e planos para a Mobilidade Urbana

0
170

Presidente da Controladoria de Trânsito de Araraquara participou nesta terça-feira (07) do “Canal Direto com a Prefeitura – Especial Fim de Ano”

Nesta terça-feira (7), o coordenador de Mobilidade Urbana e presidente da Controladoria de Trânsito de Araraquara, Nilson Carneiro, foi o convidado do “Canal Direto com a Prefeitura – Especial Fim de Ano”, programa oferecido pela Prefeitura de Araraquara, através da Secretaria de Comunicação, com o objetivo de sanar dúvidas dos moradores ao vivo em relação à gestão municipal. A entrevista foi transmitida ao vivo pelo Facebook da Prefeitura, onde o vídeo se encontra disponível para visualização.

FUNÇÃO DA CONTROLADORIA

Nilson fez uma breve explicação do trabalho da Controladoria de Trânsito de Araraquara, que entre suas atribuições está realizar a fiscalização das duas empresas responsáveis pela operação de transporte coletivo de Araraquara, que são a Paraty e a Empresa Cruz. “Nós temos todo um sistema de fiscalização a partir de GPS, onde todos os nossos ônibus conversam com o satélite e nós temos essa informação para sabermos o posicionamento dos ônibus. Nós temos também câmeras no Terminal de Integração e em outros pontos da cidade, e com isso nós conseguimos fiscalizar se o ônibus cumpriu aquela viagem que pela ordem de serviço operacional ele deveria cumprir”, explicou.

MODERNIZAÇÃO

Segundo ele, o órgão também é responsável por muitas melhorias no setor. “Neste ano, pegamos os pontos mais afastados da cidade e colocamos calçada. Muitos pontos da cidade ainda estavam com calçada de terra e fizemos isso em mais de 50 pontos de ônibus. Atualizamos muitos abrigos de ônibus, reformamos, compramos novos, e fizemos isso com os bancos também. Modernizamos o sistema, todo o Terminal de integração é modernizado, reformamos todos os banheiros, colocamos uma farta sinalização de orientação, trocamos as cabines, fizemos um acesso especial para deficientes físicos, com um espaço com cancela. São muitas melhorias que vão facilitar para todos”, revelou.
O coordenador também destacou os quatro painéis eletrônicos instalados no TCI, que comprovam a modernização no atendimento. “Com esses painéis, a pessoa consegue saber o horário que o ônibus vai passar na plataforma através dos equipamentos que conversam com o GPS. Quem está no Terminal já sabe a ordem de chegada dos ônibus e o horário em que eles vão entrar no Terminal, tanto na Plataforma da São Paulo quanto na plataforma da Portugal. É um sistema dos mais avançados do país em relação ao transporte coletivo e a parte da informatização do sistema”, completou.

DESAFIOS NA PANDEMIA

Nilson Carneiro também falou sobre as dificuldades enfrentadas durante a pandemia da Covid-19. “Na verdade, a pandemia foi difícil para todo mundo. Em função do fechamento das escolas, perdemos 25% da demanda. Muitas pessoas que não puderam trabalhar ou fizeram home-office e isso também diminuiu a demanda do transporte. Tivemos que ajustar o número de ônibus e o número de partidas para que pudéssemos dar um equilíbrio para a empresa. O número de passageiros caiu em 86% e agora está em torno de 56% neste momento em que estamos finalizando as informações. Como ainda não começou uma grande parte das aulas universitárias, ainda estamos com uma demanda aquém, porém foi importante porque Araraquara manteve o sistema de transporte em funcionamento”, exalta.
O coordenador contou que recebeu notícias de que 96 cidades sofreram com greves no sistema de transporte nesse período. “Isso ocorreu justamente por não terem equacionado receita e despesa. Aqui nós procuramos equilibrar isso para que as empresas não tivessem algum tipo de atitude em relação ao movimento paredista. Houve ainda o caso de 26 cidades do estado de São Paulo que ficaram 100% sem o sistema de transporte, justamente por falta desse equilíbrio. Conseguimos, com muito suor, muito trabalho, muita conversa, juntamente com a direção das empresas, tentar equacionar. Claro que os intervalos entre os horários aumentaram, mas conseguimos dar um equilíbrio nesse sistema de gasto de custo e mais receita também”, esclareceu.

VÁRIOS TIPOS DE CARTÕES

Nilson Carneiro falou ainda sobre os vários tipos de cartões destinados aos usuários do transporte público de Araraquara. “O estudante tem um desconto de 50%. Ele traz a documentação da faculdade, ou do colegial, ginasial, primeiro ou segundo grau, ele é cadastrado e tem o direito de comprar passagens com metade do valor. Outra coisa que implantamos na pandemia é que o estudante está liberado para usar 24 horas por dia o transporte, diferente de como funcionava antigamente, quando só poderia usar no horário de entrada e saída da escola. Agora ele pode usar de segunda a domingo, todos os dias, para o caso de precisar ir para a biblioteca ou para algum estágio educacional”, articulou.
Outro benefício implantado neste ano é a “tarifa turística” para quem possui o cartão comum. “As pessoas que não têm o vale-transporte que as empresas pagam a tarifa, podem usar o cartão comum, que tem um grande benefício. Quem tem o cartão comum pode pagar 50% aos domingos e feriados. Poucas cidades do Brasil têm esse tipo de serviço. Quem quiser passear, com duas viagens paga uma tarifa só. A gente pede que as pessoas carreguem o cartão no próprio Terminal de Integração para que possam gozar desse benefício”, mencionou.
Nilson destacou ainda que os pacientes em situação economicamente vulnerável (com renda per capita de até 1 salário mínimo) que estejam em tratamento de câncer pelo SUS (Sistema Único de Saúde) em Araraquara têm direito à gratuidade na passagem do transporte coletivo urbano. “Essas pessoas podem se inscrever na Secretaria de Saúde e terão a gratuidade no Sistema de Transporte para fazer os tratamentos de quimioterapia e radioterapia. Esse também é um programa que se iniciou em Araraquara”, citou.
O uso desses cartões eletrônicos também favorece a redução de assaltos, já que aos poucos o dinheiro vai deixando de circular dentro dos ônibus.

BALANÇO

Nilson relata que a Mobilidade Urbana de Araraquara trabalhou tanto na questão da segurança como da acessibilidade. “Fizemos nos últimos três anos 600 rampas para beneficiar desde a gestante que está levando o carrinho com bebê, até uma pessoa com deficiência física, e idosos. Nossa prioridade é não ter crianças atropeladas e para isso cercamos as escolas com lombofaixas. Fizemos 66 nos locais de maior demanda da cidade e com isso não temos detectado mais atropelamento perto das escolas. A nossa tendência é aumentar isso para outros locais, como locais de lazer, por exemplo. Em locais de insegurança de trânsito, com alto índice de acidentes, implantamos 177 lombadas na cidade como um todo”, justificou.
Ele também lembrou que a cidade reduziu o número de acidentes causados por problemas de visibilidade nos semáforos. “A controladoria está nessa parte de segurança e nós também conseguimos uma coisa importante que também reduz muito o número de acidentes. Todos os focos semafóricos são a led. Antigamente eram lâmpadas incandescentes e muitas vezes você estava no carro, batia o sol e você tinha uma dificuldade de saber se estava verde ou não. Agora isso não acontece mais, com 100% dos focos semafóricos a led”, acrescentou.
O coordenador também afirmou que mais de 50 cruzamentos semafóricos estão interligados com satélite. “Toda a coordenação de onda verde é feita por um chip telefônico de celular, que conversa e vai atualizando a cada 20 segundos no tempo dele, de acordo com o sistema telefônico. Com isso, ele manda as informações para a central de operação. Então hoje nós monitoramos 80% dos semáforos da cidade através de um app dentro do celular. Nossa equipe de manutenção olha no celular, vê onde está o defeito, e vai fazer o reparo”, descreveu.

COMÉRCIO NOTURNO

Nilson falou ainda sobre a mudança no trânsito e na rota dos ônibus durante a abertura do comércio no horário noturno de final de ano. Ele explica que os ônibus que saem do TCI na plataforma da Avenida São Paulo e que viravam a Rua Nove de Julho (Rua 2), a partir das 17h passam a virar na Rua Padre Duarte (Rua 4) até às 22h10, quando os ônibus voltarão ao seu itinerário normal.
“Queremos alertar a população porque algumas pessoas foram pegar o ônibus na Rua 4 e os ônibus voltaram para a Rua 2. Então, a partir das 22h10, os ônibus que saem da plataforma da Avenida São Paulo viram a Rua 2 e seguem seu itinerário normal. As pessoas que saem do comércio por volta das 22h podem ficar na Rua 2 que todas as linhas passarão por lá nesse horário”, confirmou.

METAS PARA 2022

Nilson revelou que a grande expectativa de sua coordenadoria gira em torno do Plano de Mobilidade Urbana, que está em desenvolvimento através de uma parceria da Prefeitura com a Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). “Esse projeto já está avançando, teve duas audiências públicas, já definimos todo um planejamento cicloviário, e o grande desafio para 2022 é o início das implantações das ciclovias na cidade. Temos várias ligações cicloviárias e nossa expectativa é que tão logo reinicie o ano e comece os processos licitatórios, nossa ideia é contratar as empresas que vão fazer as sinalizações das ciclovias em Araraquara”, concluiu.

A SÉRIE

No “Canal Direto com a Prefeitura – Especial Fim de Ano”, os secretários e presidentes de fundações e autarquia do governo falam, ao vivo, sobre as principais ações desenvolvidas por suas pastas durante a pandemia da Covid-19 em 2021, além de apresentar um panorama atual de suas atuações e comentar sobre as perspectivas para o próximo ano.
Os programas são diários, têm a duração aproximada de 20 minutos e são abertos para a participação dos internautas, que podem mandar suas perguntas e dúvidas pelo Facebook (www.facebook.com/prefeituraararaquara), nos posts da transmissão ao vivo. Quem não puder interagir em tempo real, terá a oportunidade de assistir ao programa posteriormente, na fanpage da Prefeitura.
A próxima entrevista será com o secretário municipal de Administração, Adriano Altieri, que participará do programa desta quarta-feira, dia 8, novamente às 15h.

(Secretaria de Comunicação – Prefeitura de Araraquara)

Deixe uma resposta