Motorista: não abuse na comida

Quem viaja constantemente de carro tem que ter cuidado redobrado com a alimentação.

A nutricionista Lúcia Helena de Sá afirma que esses motoristas geralmente queimam muito combustível, mas pouca energia. “Calcula-se que uma hora de volante represente um consumo de apenas 145 calorias, o equivalente a uma pessoa que trabalha em escritório”.

Por isso, o mais indicado nesses casos é comer pouco.

“Uma refeição farta sobrecarrega o aparelho digestivo que, devido ao fato do motorista estar sentado, não pode funcionar muito bem”, alerta.

As consequências, segundo a nutricionista são perigosas e incluem desde fadiga e sonolência à redução dos reflexos. “O melhor é optar por refeições mais leves e de fácil digestão”.

Entre os alimentos desaconselháveis estão ovos com bacon, salame, presunto, doces com glacê, massas ao forno, queijos, batatas fritas, cerveja, risoto, uísque, feijão, carne, frituras ou comidas elaboradas com muita gordura.

Compartilhe :

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Receita da Vilacopos

Equipe do Consultório na Rua realiza em média 21 atendimentos por dia em Araraquara

Fatos & Fotos – “Memórias”

Boletim Diário número 80 – de 21 de junho de 2024

Núcleo de Educação de Jovens e Adultos recebe Diploma de Honra ao Mérito da Câmara

CATEGORIAS