Motivação assistencial constante e independente de calendários

Para o planejamento e execução das metas pessoais, além da auto-organização aplicada em todas as frentes, é preciso fazer a manutenção da motivação. A motivação (auto-motivação) é o elemento que facilita a constância nos

empreendimentos. A motivação serve para mantermos nossa produtividade quando temos clareza quanto aos objetivos a serem alcançados. Em conscienciologia a palavra motivação é aplicada em conjunto com outras duas (trabalho e lazer) formando um trinômio. Ainda utilizamos o trinômio motivação-trabalho-lazer por falta de uma palavra nova (neologismo) que consiga transmitir essa mesma idéia.

Ela (motivação) quando aplicada aos diversos tipos de trabalho, acaba tornando-os um tipo de lazer. A pessoa motivada não pensa apenas no dinheiro proveniente do trabalho e também não pensa somente em satisfação para si.

Passa a querer que o trabalho seja assistencial. Da motivação surge, por exemplo, o voluntariado, que tem objetivos sociais amplos (na maioria dos casos) e promove a assistência sem pedir nada em troca. O dia 5 de dezembro foi instituído dia internacional do voluntariado e o ano de 2001 foi o ano internacional do voluntariado. Hoje existem amplas campanhas a favor do trabalho voluntário em áreas como a educação e a saúde. Também no IIPC trabalha-se com voluntariado na pesquisa e na educação da consciência. Apesar disso, pouco se comenta sobre o voluntariado multidimensional, das pessoas que ajudam de maneira anônima, com suas energias ou mesmo se deslocando fora do corpo humano.

Mas, para o aumento real da auto-motivação assistencial, é preciso estar consciente da própria realidade, a realidade de consciência. É preciso que se entenda que cada um de nós é uma consciência que vem à vida humana com objetivos e, ao que tudo indica, estes objetivos são sempre assistenciais, haja vista a carência de apoio e compreensão mútua dos seres humanos por todo o planeta. A realidade multidimensional da consciência, permite entender, entre outros fatores, a possibilidade de experiências extrafísicas, que transcendem as barreiras e limites geográficos.

Pelas experiências relatadas por centenas de pessoas que passam por experiências fora do corpo lúcidas, há os benfeitores extrafísicos em trabalho assistencial constante, independente de fatores culturais, sociais, religiosos, econômicos ou políticos. Quem consegue motivação suficiente para estudar a si mesmo e para produzir experiências extracorpóreas não precisa mais de motivadores externos. Passa a entender mais o universalismo, o fraternismo e trabalhando em conjunto com estes benfeitores multidimensionais apátridas.

Mais informações pelo e-mail iipc.araraquara@gmail.com ou pelo fone 16 3339 2712.

(Daniel Muniz é jornalista e professor de Conscienciologia)

Compartilhe :

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Em virada impressionante, Sesi Araraquara é bicampeão da LBF

O que é TOC e como identificar seus sintomas?

Câmara aprova área para instalação de empresa e outros projetos

Projeto de novos abrigos de ônibus selecionado em concurso começa a ser implantado

Reunião marca apresentação do projeto da nova sede do Bem-estar Animal

CATEGORIAS