Mostra Wallace Leal Valentin Rodrigues divulga micro metragens selecionadas

0
67

Cinco produções, com até 3 minutos e classificação livre, estarão na programação da Mostra: “Desafogo”, “Quanto Barulho Cabe no Silêncio?”, “Renascida do Barro”, “Terra Arrasada” e “Um Corpo em Despedida”

A organização da 10ª Mostra Wallace Leal Valentin Rodrigues, por meio da Secretaria Municipal da Cultura e Fundart, divulgou o resultado da seleção de micro metragens, sob a temática “Expressões Audiovisuais em Tempos de Crise”, que irão compor a programação do evento.
Cinco trabalhos foram selecionados: “Desafogo”, de Isabel de Almeida Telles Macari; “Quanto Barulho Cabe no Silêncio?”, de Vitorugo Produções Artísticas; “Renascida do Barro’, de Wendy Moretti Maryama; “Terra Arrasada”, de Kasel Institute e “Um Corpo em Despedida”, de Kambalajô Produções Artísticas.
As micro metragens – produções com até 3 minutos de duração – foram selecionadas levando em consideração: relevância e compatibilidade com o tema proposto, roteiro, direção e concepção artística. As obras possuem classificação etária “livre”, são inéditas e sem publicação anterior em plataformas digitais. Cada um dos projetos aprovados receberá o fomento de R$ 1.000,00 e os artistas têm até dia 08 de dezembro para enviar o vídeo pronto.
Livia Cabrera, curadora da 10ª Mostra Wallace Leal, conta que foram recebidos 15 projetos de artistas da cidade. “Todos muito interessantes e com características bastante diversas entre si em termos de linguagem. Acreditamos que os cinco selecionades representarão bem essa diversidade de realizadores, de linguagens e de abordagem do tema, trabalhando com a representação de situações de crises e as suas superações.”
A 10ª Mostra Audiovisual Wallace Leal Valentin Rodrigues será realizada no período de 11 a 18 de dezembro deste ano a fim de fomentar a produção audiovisual e reunir variedades artísticas e culturais nos formatos de ficção, animação, documentário, experimental e vídeo clipe. Os filmes selecionados serão exibidos em formato digital em plataforma específica para versão online.
De acordo com a curadora, “essa é a primeira vez que a Secretaria Municipal de Cultura e a FUNDART propõe esse tipo de edital, para fomentar um formato de audiovisual mais curto, que denominamos micro metragem. Acreditamos que será interessante experimentar esse formato, que se comunica muito bem nas redes sociais, com um público mais jovem e que retoma algumas experiências dos primeiros anos do cinema.”
Na próxima semana será divulgada a lista de curtas selecionados para a Mostra e, em breve, toda a programação gratuita e digital estará disponível.

Confira as micro metragens selecionadas (classificação livre):

“Desafogo”
Duração: 3 minutos
Categoria: Experimental
Direção: Maíra Baltazar
Sinopse: A entidade da memória Zagba nos leva a uma viagem catártica e poética que traz uma reflexão acerca da destruição ambiental como consequência da exploração colonial do território, trazendo a memória como fonte de conhecimento do passado e força de construção do futuro.

“Um Corpo em Despedida”
Duração: 2 minutos e 30 segundos
Categoria: Documentário experimental
Direção: Bruny Derotzi
Sinopse: A sinfonia de um corpo em despedida. Uma carta de amor e desfecho de uma artista por Araraquara.

“Terra Arrasada”
Duração: 3 minutos
Categoria: Experimental
Direção: Eduardo Pires
Sinopse: Uma experiência visual e binaural que vai transportar o espectador para uma ode à natureza questionando os valores da humanidade numa distopia pós-pandêmica fazendo refletir sobre as consequências de uma crise política, econômica e, acima de tudo, ética.

“Renascida do Barro”
Duração: 3 minutos
Categoria: Experimental
Direção: Maré Trajano
Sinopse: Diante da situação Global em relação à natureza e às mudanças climáticas e a pandemia, vemos a necessidade imediata de mudança e de nos reconhecermos como natureza.

“Quanto barulho cabe no silêncio?”
Duração: 3 minutos
Categoria: Experimental
Direção: Vitorugo
Sinopse: O artista coloca seu corpo à disposição. O ambiente que perpassa pela angústia e vai de encontro a libertação, de si mesmo. E que encoraja também o outro.

(Secretaria de Comunicação – Prefeitura de Araraquara)

Deixe uma resposta