Mês Elza Soares: Emoção, acolhimento e conforto marcam Terapia Comunitária Integrativa

0
222
Rodas de conversa reuniram mulheres no Assentamento Monte Alegre e em Bueno de Andrada
 

As mulheres do Assentamento Monte Alegre e de Bueno de Andrada participaram, durante este mês de março, de uma série de rodas de conversa onde foi oferecida a Terapia Comunitária Integrativa (TCI), uma técnica que visa promover a saúde mental e que usa o diálogo para que as pessoas atendidas possam falar dos sentimentos, expressar as dificuldades do dia a dia e, em comunidade, realizar uma troca de experiências e buscar alternativas de superações dos problemas. O resultado dos encontros foi uma atividade marcada por muita emoção, acolhimento e conforto para as participantes.

A TCI, que contou com o tema “A mulher que habita em mim”, integrou o Mês “Elza Soares”, programação promovida pela Prefeitura de Araraquara para prestar homenagem ao Dia Internacional da Mulher, comemorado em 8 de março. Os encontros foram realizados nos dias 10 e 17 no assentamento e nos dias 4, 11 e 18 em Bueno.

A responsável pela terapia foi Andréia Serrano Cayres Rapatão, enfermeira da Prefeitura de Araraquara desde 2008 e que atualmente trabalha na USF Bueno de Andrada. Capacitada para promover a TCI, ela avalia positivamente os resultados dos encontros realizados nesses locais. “Toda vez que realizamos a Terapia Comunitária Integrativa é uma grande alegria, pois através das falas das participantes percebo como faz bem a elas. Este é um momento para falarem o que estão sentindo e também escutarem as experiências do outro”, explica.

Andréia aponta ainda que a TCI é um espaço onde as mulheres se sentem muito acolhidas, pois é exclusivamente voltado para elas. “Vamos vendo a atenção, o olhar e a maneira como elas participam de cada fase da Terapia Comunitária, que tem a fase de acolhimento, a fase de celebração de vida e depois tem um momento de contextualização de problema. É sempre um momento dinâmico e a roda é sempre dinâmica”, relata.

Ela acrescenta que em todo final de atividade sempre surgem solicitações para que ela seja realizada mais vezes. “No final, elas sempre falam que estão se sentindo leve, com paz interior, temos muitas que falam que tiraram um peso, outras até choram. Elas se sentem bem e é sempre pedido para ter mais vezes. Não teve uma vez em que isso não aconteceu. Para elas é importante poder falar, pois não falamos só de tristezas e sofrimentos, mas de alegrias também”, conta.

Andréia ressalta que a atividade cumpre um importante papel de promover a saúde mental. “Muitas dessas mulheres não têm para onde ir e não têm com quem conversar, por isso a Terapia Comunitária fortalece o grupo e acaba até sendo uma rede de apoio também”, conclui a profissional.

A agenda do Mês “Elza Soares” conta ainda com diversas atividades culturais, rodas de conversa, oficina de capacitação, corrida de rua, entre outras atrações que são oferecidas até o dia 31 pela Prefeitura de Araraquara, através da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Participação Popular e pelo Centro de Referência da Mulher. Confira abaixo as próximas atrações:

 
 
PROGRAMAÇÃO MÊS ELZA SOARES

 
27 DE MARÇO – 8H

Parque Infantil – concentração e largada

Av. São Bento, 1993 – Centro

Corrida e caminhada “Atalanta” em celebração ao Mês das Mulheres

Ônibus itinerante com serviços de saúde para mulher, atividades esportivas no parque, DJ e feira.

Inscrições em: www.araraquara.sp.gov.br

29 DE MARÇO – 15H

Restaurante Popular

R. Nove de Julho, 3319 – Vila José Bonifácio

Café da tarde com a associação “Panelas Unidas” e roda de conversa sobre cooperativismo

Público-alvo: beneficiárias dos programas sociais da Prefeitura de Araraquara

 
 
ATÉ 23 DE MARÇO

Sebrae Araraquara

Av. Maria Antonia Camargo de Oliveira (Via Expressa), 2903 – Vila Ferroviária

Projeto “Mil Mulheres” sobre empreendedorismo – em parceria com o Sebrae Araraquara

Público-alvo: Mulheres assistidas pelo Centro de Referência da

Mulher e da Assessoria LGBTQIA+

PROJETO CENTRO DE REFERÊNCIA DA MULHER NOS CRAS

Rodas de conversa e sensibilização sobre a vida da cantora  Elza Soares e os desafios de ser mulher

24 DE MARÇO, 9H30

CRAS “Amador Gallucci Júnior” – Parque das Hortênsias

Avenida Remo Frontarolli, 16 – Parque das Hortênsias

25 DE MARÇO, 14H

CRAS “Ida Garcia da Cruz” – Cruzeiro do Sul

Rua Prof. Dr. Celso Eduardo de Moraes Barbosa, 79 – Jardim Iedda

28 DE MARÇO, 9H

CRAS “Dagmar Fedozzi Cataneu” – Selmi Dei

Avenida Luiz Ribeiro Filho, 402 – Selmi Dei setor II

29 DE MARÇO, 9H

CRAS “Junia Maria De Santi Alves” – Jardim Maria Luiza

Av. Alfeu Gonçalves Belchior, 75, Jardim Maria Luiza I

Mais informações no site www.araraquara.sp.gov.br ou nas redes sociais da Prefeitura.

 
SECRETARIA MUNICIPAL DE COMUNICAÇÃO
PREFEITURA DE ARARAQUARA

Deixe uma resposta