“MELHOR PREVENIR DO QUE REMEDIAR” TAMBÉM VALE PARA OS CUIDADOS COM O CORPO

0
200

Preparar o corpo para envelhecer e continuar realizando atividades básicas é mais do necessário.

É comum pensarmos que a fisioterapia está diretamente ligada ao tratamento de dores e lesões, e embora essa seja uma parte importante do trabalho, é importante quebrar pré-conceitos e alertar que ela também atua evitando que essas condições se instalem. A fisioterapia preventiva chega a ser tão importante como qualquer outro cuidado com o corpo e a mente. Ela utiliza diversas técnicas que buscam tornar o funcionamento da musculatura e articulações mais eficientes. Evitando, ou melhor, prevenindo que o paciente desenvolva um problema mais sério no futuro.

A fisioterapia preventiva se adapta facilmente à realidade do paciente atuando de acordo com possíveis limitações físicas, identificando as fraquezas do indivíduo e trabalha em cima de cada uma delas, sempre respeitando as necessidades de cada um, o histórico e o estilo de vida. Para o fisioterapeuta e diretor clínico do ITC Vertebral, unidade de Guarulhos, Bernardo Sampaio “a fisioterapia preventiva é muito recomendada para aqueles que buscam mais qualidade de vida no futuro, fortalecendo os músculos e as estruturas corporais afim de evitar o surgimento de diversas doenças, promovendo mais saúde e bem-estar”.

Ainda segundo o especialista, não existem restrições a quem pode se submeter a essa abordagem, entretanto, existem alguns grupos que podem se beneficiar mais com a fisioterapia preventiva, entre eles estão os idosos, pessoas que ficam muito tempo sentadas ou em pé e os atletas.

Para finalizar, Bernardo explica o porquê para esses grupos a fisioterapia preventiva é tão importante:

IDOSOS

Já se sabe que com o avanço da idade, os músculos, os ossos, tendões, entre outros, se enfraquecem, o que pode levar a graves lesões e prejudicar a qualidade de vida dos idosos. Ao se submeterem à fisioterapia preventiva, os idosos conseguem condicionar o corpo a desempenhar determinadas atividades e prevenir doenças e lesões. Além de melhorar o desempenho das funções motoras e básicas, como sentar no sofá, levantar da cama, estender roupa, agachar para calçar os sapatos.

TRABALHADORES:

Fatores como estresse, pressão, movimentos repetitivos e posturas inadequadas podem levar a dores na lombar e contribuir para o surgimento de diversas patologias. Além disso, ficar boa parte do dia sentado ou em pé costuma sobrecarregar partes do corpo e sem o acompanhamento necessário, o paciente costuma compensar uma má postura com outra postura ainda mais errada.

ATLETAS:

Os atletas de alto rendimento, exigem muito de seus corpos e dos músculos, e embora lutem para se manter longe de lesões, são os mais propensos a isso. E nestes casos, fortalecer e preparar músculos, ligamentos e partes motoras importantes é o passo mais importante para uma carreia longínqua e com bons resultados.

Assim, a orientação do especialista é fazer uma avaliação e buscar acompanhamento preventivo, além claro, de manter o corpo em movimento. “O número de pacientes que poderiam evitar ficar presos em uma cadeira de rodas ou deitados em recuperação por conta de uma queda, poderia ser infinitamente menor, se na juventude as pessoas se preocupassem mais em manter o corpo ativo e fortalecido. A ideia não é ser musculoso ou bombado, mas sim, garantir que as funções motoras básicas continuem em pleno funcionamento independente da idade ou do estilo de vida”- finaliza Bernardo Sampaio.

BERNARDO SAMPAIO

Fisioterapeuta pela PUC-Campinas (Crefito: 125.811-F). Saiba mais em: www.institutotrata.com.br e www.itcvertebral.com.br (Assessoria de Imprensa – Publikaí – www.itcvertebral.com.br)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.