Inteligência artificial não é exclusividade das grandes empresas

0
240
Foto: Freepik

Especialista aborda os principais benefícios da tecnologia para PMEs do varejo

A transformação digital, que já vinha mostrando o melhor caminho para aumentar o nível de competitividade e consequentemente potencializar os resultados dos negócios, conquistou um patamar ainda mais primordial com a pandemia e as medidas de isolamento. A Inteligência Artificial (IA), dentre as inovações tecnológicas que surgiram nos últimos anos, vem sendo uma das preferências dos executivos. Em 2019, o uso da ferramenta chegou a movimentar US$ 15,2 bilhões no mercado mundial. Já até 2025, a previsão é de um crescimento anual de 20%, com base em estudo da consultoria BCC Research.

“A IA é uma solução que permite que as máquinas desenvolvam processos de aprendizagem similares aos dos seres humanos a fim de que possam desenvolver uma estrutura de raciocínio e tomadas de decisão. No caso do Varejo, o recurso já era utilizado pelas grandes companhias em atividades de automatização, análise de dados e aumento da performance. Mas, hoje, a inovação está mais popular, podendo até mesmo ser aplicada em assistentes virtuais de pequenas e médias empresas, por exemplo”, afirma Vinícius Orsi, CTO da Take, startup que atua com identificação por inteligência artificial (IA) na operação de smart vending cooler.

Pensando em contribuir com outros empreendedores que também desejam expandir os seus negócios a partir da Inteligência Artificial, o executivo listou os principais benefícios da tecnologia para o Varejo. Confira abaixo:

1. Aumento da performance

A implantação da IA no dia a dia corporativo impacta diretamente na performance dos colaboradores, impulsionando o desempenho dos times. “O recurso permite que os profissionais possam se dedicar inteiramente às atividades estratégicas, visto que as tarefas repetitivas ficam sob sua responsabilidade. Além desse formato trazer mais criatividade ao negócio, também diminui o tempo e investimento com falhas humanas”, diz Orsi.

2. Otimização da gestão do estoque

Quando se trata do gerenciamento de estoque, a tecnologia é uma forte aliada dos varejistas. “Por meio de câmeras e sistemas inteligentes, a inovação é capaz de identificar os itens que são consumidos, permitindo uma venda automatizada, sem a presença de um vendedor, e um controle de estoque em tempo real,facilitando a reposição dos produtos. A iniciativa também gera dados para que o empreendedor consiga entender quais são os produtos de preferência dos consumidores e o comportamento dos pontos de venda. Dessa maneira, reduz o risco de mercadorias paradas”, explica o CTO.

3. Insights estratégicos

A inteligência artificial e as tecnologias que derivam dela exercem um papel importante na análise de dados das empresas. “Associada ao big data, a IA é altamente eficiente na coleta e extração de informações tanto sobre o negócio quanto sobre o mercado. Sendo assim, os recursos fornecem dados estratégicos para tomadas de decisões inteligentes”, pontua o executivo.

Take

É uma startup que une hiper conveniência ao disponibilizar uma smart vending cooler, como são conhecidas as geladeiras que comportam até 210 garrafas long neck e 70 latas de cervejas, em condomínios, clubes e estabelecimentos ao redor do Brasil. É também o primeiro modelo no Brasil a operar com inteligência artificial que, por meio de reconhecimento por imagem, identifica qual bebida está sendo retirada e é automaticamente debitada do cartão de crédito cadastrado no app. Atualmente tem presença nacional com mais de 3.000 coolers inteligentes espalhados em todos os estados do país. (Markable Comunicação – [email protected])

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.