JORNAL DE ARARAQUARA
  • Fundado em 1991
  • Diretor: Geraldo Polezze
  • Vice-diretora: Marilene Volpatti
  • E-mail: redacao@jornaldeararaquara.com.br
ENTRE EM CONTATO

Lua tinha barriga de um gigante

Morre, aos 82 anos, Osvaldo Salvador, o popular Lua, torcedor símbolo da Ferroviária

(Portal RCIA)

A manhã desta terça-feira amanheceu triste para a população de Araraquara e principalmente para os que torcem para a Ferroviária. Morreu, aos 82 anos, Osvaldo Salvador, o Lua, torcedor símbolo da Locomotiva. Ele estava internado na Santa Casa, travando uma luta contra o câncer de próstata.

Nos anos 60, Lua frequentava o estádio da Fonte Luminosa, onde fazia propaganda para uma panificadora, dando voltas pelo alambrado com pão de cerca de três metros. Aquilo chamou atenção do então jogador Bazani, que passou ajudá-lo durante boa parte da vida.

De jeito simples e muito carismático, Lua virou figura na cidade. Sempre bem vestido e de terno, ficou conhecido popularmente por distribuir cartão vermelho a quem não o agradava, principalmente quando passava pelos semáforos.

A paixão dele pela Ferroviária fez o clube abrir suas portas e cuidou dignamente dele, servindo café da manhã, almoço e janta, dando espaço para ele viver. Nunca o abandonou.

Frequentemente, era convidado pela equipe máster da Ferroviária para ser o treinador em seus jogos, como forma de reverenciar um dos maiores patrimônios que o clube já teve.

Lua construiu amizade com milhares de araraquarenses. Ainda quando existia frigorífico (hoje, núcleo residencial), a molecada da Vila Andrade fez "vaquinha" para comprar um cacho de banana, devorado pelo amigo de uma barriga de gigante.