JORNAL DE ARARAQUARA
  • Fundado em 1991
  • Diretor: Geraldo Polezze
  • Vice-diretora: Marilene Volpatti
  • E-mail: redacao@jornaldeararaquara.com.br
ENTRE EM CONTATO

Teste o seu Português (553)

Prof.ª Dr.ª Terezinha Bellote Chaman (*)

"Nulla di cio che ` fatto per amore ` Piccolo..." Nada do que é feito por amor é pequeno... (LUBICH, C.)

Uma outra humanidade é possível... a despeito de todas as realidades negativas que nos circundam. E foi para dialogar sobre esse assunto, a possibilidade de uma outra humanidade, que se realizou, em Araraquara (30/06 Melusa Clube), a Jornada do Movimento dos Focolares. Reunidas estavam mais de 320 pessoas, de diversas cidades de nosso Estado. Gente de longe e de perto, que veio com o objetivo de aprofundar sua espiritualidade e, outros ainda, que pela primeira vez estavam participando dessa experiência.

E tudo começou lá atrás em Trento/Itália, quando Chiara, aos 23 anos, em meio às agruras de uma guerra, reunia-se com outras garotas de sua idade, para lerem o Evangelho. Estudante de Filosofia, percebeu que somente aqueles estudos não lhe bastavam, queria algo mais profundo. Um sacerdote uma vez lhe disse: DEUS nos Ama imensamente. A partir daí, ela doou-se, consagrou-se completamente a DEUS. Chiara desposou DEUS, na descoberta do Amor. Nascia aí o Movimento dos Focolares.

E continuando o dia da jornada, tivemos alguns testemunhos como a da focolarina Dr.ª Tininha. Médica, que anda pelo mundo praticando o seu ofício, sem deixar de olhar e ajudar aqueles que mais precisam. Assim, vai praticando a iconstrução de uma humanidade nova, por onde passa. E olha que foram vários países. Ela, com muita propriedade, disse-nos que é prova de que o Amor vence todas as barreiras e transforma as pessoas. E assim ela discorreu sobre suas histórias e percursos com DEUS.

Ainda naquela manhã, pudemos ouvir da própria Chiara: como construir a unidade; como sermos protagonistas do Amor ao próximo; que a palavra Unidade sintetiza nossa Espiritualidade; como fazer para sermos instrumentos da Unidade; como libertar-nos de todas as escravidões, principalmente nestes tempos modernos; enfim... amar a todos; fazer-se um por Amor, desinteressadamente... amar sempre... exceto no pecado. Existe, sim, uma outra humanidade. Principalmente, se cada um de nós tivermos um foco firme no que nos une e não no que nos separa.

E, ainda naquela manhã, reunimo-nos em grupo, para que cada um contasse sua experiência sobre o tema: Como viver a unidade na família, no trabalho, no clube, nas redes sociais, na sua paróquia? Nesse momento, cada um falou um pouco de si. Que aquele pouco possa servir de luz àqueles que participaram de cada grupo.

Após um delicioso almoço, tivemos grata surpresa de "sobremesa": a presença do Bispo Auxiliar da Diocese de São Carlos, Dom Eduardo Malaspina. Com sua verve e didática, falou-nos sobre o tema que estava sendo abordado; sobre as dificuldades que as pessoas de bem e que vivem o amor passam todos os dias. Aquele vizinho chato, aquela pessoa antipática, o querer fazer o mais fácil, ir ao lugar mais perto. Porque tudo o que é mais difícil... é difícil... E é nessa hora que DEUS nos chama para viver o tema dessa jornada: sermos uma humanidade nova. Para tanto, temos algumas regras básicas: sermos os primeiros a amar, indistintamente; ver Jesus na pessoa do outro; amar sempre, fazer dos obstáculos, trampolins. Fazer novas todas as coisas. E dessa forma, renovar o mundo inteiro.

Teste o seu Português

01 Eu gosto de comer bem _____________. Isso ajuda a nossa ________.

a ( ) devagarinho digestão;

b ( ) devagarzinho dijestão.

02 Aquele pobre _____________ vive de esmolas. Coitado!

a ( ) disgrassado;

b ( ) disgraçado;

c ( ) desgraçado;

d ( ) desgrassado.

03 Sr. Manuel estava prestando um _____________ ao ________ aquela barra de gelo.

a ( ) descervisso dececar;

b ( ) descerviço descecar;

c ( ) desservisso discecar;

d ( ) desserviço dessecar.

04 O rapaz ficou _____________ com a beleza da modelo.

a ( ) extaziado;

b ( ) extasiado;

c ( ) estaziado;

d ( ) estasiado.

05 Que camarada ________! Fala como uma _________.

a ( ) loquaz gralha;

b ( ) loquas grália;

c ( ) louquaz gralia.

06 O "chef" costuma ____________ detalhes de suas receitas.

a ( ) enfatizar;

b ( ) enfatisar;

c ( ) infatizar;

d ( ) infatisar.

(*) Pesquisadora do GEPEFA Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Famílias.

OBS.: não deixe de assistir ao "Teste seu Português", no canal You Tube ou pelo Facebook - www.facebook.com/testeseuportuguesonline Agora também na TV UNIARA, assista pelo canal aberto 55 ou tvuniaraararaquarayoutube

Respostas:

Resp 1.: a - Eu gosto de comer bem devagarinho. Isso ajuda a nossa digestão.

Devagarinho devagarzinho (as duas formas têm o mesmo valor = advérbio de intensidade).

Borba registra a forma devagarinho.

Resp 2.: c - Aquele pobre desgraçado vive de esmolas. Coitado!

Desgraçado (= infeliz, desprovido de sorte, desventurado).

Resp 3.: d - Sr. Manuel estava prestando um desserviço ao dessecar aquela barra de gelo.

Desserviço (= mau serviço).

Dessecar (= enxugar).

Resp 4.: b - O rapaz ficou extasiado com a beleza da modelo.

Extasiado (= encantando, assombrado, pasmado).

Resp 5.: a - Que camarada loquaz! Fala como uma gralha.

Loquaz (= falador).

Gralha (= em sentido figurado tagarela, que fala muito).

Obs.: Melhor ouvir que falar!

Resp 6.: a - O "chef" costuma enfatizar detalhes de suas receitas.

Enfatizar (= realçar, destacar, salientar).

OBS.: Colunista semanal dos jornais Diário do Grande ABC (SP)~e Jornal de Araraquara (SP), Jornal Independente Dois Córregos (SP), Tribuna do Norte Natal (RN), Jornal de Nova Odessa (SP), Diário da Franca Franca (SP) e Diário de Sorocaba Sorocaba (SP) Jornal de Itatiba Itatiba (SP) O Liberal Regional Araçatuba (SP) Diário da Serra Tangara da Serra (MT).