III Encontro Intermunicipal “Meio Ambiente e Fauna Sinantrópica” reúne técnicos de oito municípios

0
179

O encontro foi realizado no Centro Municipal de Educação Ambiental do Parque Natural Municipal do Basalto na última terça-feira (04)

A Prefeitura de Araraquara, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade e da Secretaria de Saúde, realizou na última terça-feira (04), o III Encontro Intermunicipal “Meio Ambiente e Fauna Sinantrópica”, no Centro Municipal de Educação Ambiental do Parque Natural Municipal do Basalto. O evento contou com a participação de 41 técnicos dos municípios: Araraquara, Américo Brasiliense, Dourado, Ibaté, Iacanga, Nova Europa, Descalvado e São Carlos.

Os técnicos do Centro de Controle de Fauna Sinantrópica (CCFS), Edson Maria Torres e Rodrigo Ilho, apresentaram a palestra 1: “Escorpionismo: um problema de Saúde Pública e Meio Ambiente”, na qual falaram sobre a morfologia dos escorpiões, biodiversidade e escorpiões de importância médica. Rodrigo explicou a bioecologia dos escorpiões e enfatizou as ações que cada morador pode realizar em sua residência para evitar o acesso dos mesmos. “Para evitar os escorpiões temos que evitar os 04 A: acesso, água, alimento e abrigo”. Torres explicou a ação do veneno e como uma vítima de picada de escorpião deve proceder em caso de acidentes.

Logo após, o técnico do Centro de Controle de Fauna Sinantrópica (CCFS), Marcelo dos Santos Roldan, apresentou “Protocolo de Atendimento, Recebimento e Encaminhamento”, na qual falou sobre a importância do protocolo de atendimento, recebimento e encaminhamento de escorpiões. Roldan enfatizou a importância de conscientizar e sensibilizar os moradores através da educação ambiental, do acondicionamento correto para o transporte e envio dos escorpiões ao município de Araraquara e posteriormente ao Instituto Butantan. “É importante que façamos o envio dos escorpiões vivos para produção do soro antiescorpiônico que é produzido a partir do veneno do animal”.

Durante a tarde, foi a vez do técnico da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Rodrigo Manoel Batigalhia Aparecido, apresentar a palestra “Fauna Silvestre e os Centros Urbanos”. Batigalia abordou sobre como a urbanização influencia na adaptação dos animais silvestres nos centros urbanos, “Existem espécies altamente adaptadas como os escorpiões amarelos, gambás, pombos e Aedes aegypti, por outro lado, algumas espécies só sobrevivem em ambientes naturais preservados e, não conseguem sobreviver nas cidades”. Segundo ele, é necessário preservar nossas matas ciliares e criar corredores ecológicos. O gerente de Áreas de Proteção Ambiental da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade, João Henrique Barbosa, também explicou durante a palestra como ocorre o resgate de animais silvestres no município. “Também abordei as medidas de controle dos pombos no Parque Infantil do município e a importância de orientar a população para não matarem os gambás”. Segundo Batigalia e Barbosa os gambás são predadores de vários animais nocivos a nossa saúde e, que não são ameaças à saúde da população.

Para fechar o encontro, tivemos o bate-papo “Experiências Intermunicipais”, com apresentações de experiências locais de representantes dos municípios participantes, além de propostas de cursos e treinamentos regionais para capacitar ainda mais os técnicos de saúde e meio ambiente da região.

SECRETARIA MUNICIPAL DE COMUNICAÇÃO
PREFEITURA DE ARARAQUARA

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.