Homem de mídias

0
98
Apresentando “Polezze Entrevista”

Em paralelo à Rádio Voz, Polezze foi correspondente de impressa escrita da Capital de São Paulo (“Folhas”) em Araraquara, fazendo uso de telex, mantido em sua casa. Também, trabalhou no jornal O Imparcial, por volta de 1969. Anos depois, após saída da Rádio Cultura, teve uma coluna no Imparcial. Editou a “Cidade em Revista”, até que iniciou o Jornal de Araraquara, em 1992.
Por que Jornal de Araraquara? Foi sugestão de seu filho mais velho, Marco Augusto, que observou na época: “como não existe jornal com o nome da cidade?” Ele tinha razão, e, assim, nascia o JA.

Jornal está na 1455 edição, com 29 anos.

Desempenhou trabalho jornalístico junto à Coordenadoria de Assistência Social da Universidade de São Paulo (COSEAS-USP), de 1999 a 2006, responsabilizando-se pela edição do Jornal “Isto é
COSEAS”. Foi um excelente instrumento para ampliação da participação dos trabalhadores nas ações desenvolvidas na unidade.
Acumulou experiência como publicitário ao longo de tantos anos, idealizou campanhas publicitárias para várias empresas. Criava “jingles” sem cobrar nada de seus clientes de rádio, revista e jornal.
Apresentou programa na TV Mulher. Ainda, programa de entrevistas na TVARA, canal NET, inclusive, disponibilizado no YouTube.

Todos os programas são encontrados no canal do YouTube do Jornal de Araraquara: https://www. youtube.com/user/jornaldeararaquara/videos.
Em conversa conosco, Antonio Carlos Rodrigues dos Santos,Toninho (amigo de infância e colega de trabalho em rádio), diz que, após pandemia, iam iniciar um projeto de jornal diário no YouTube. Infelizmente, não veremos a concretização deste projeto.

Deixe uma resposta