Governo SP publica decreto de abono salarial complementar do piso nacional para supervisores e diretores

0
138
A medida se aplica a todos cujo salário base não atinge os valores do piso estipulado para horas semanais
Nesta quinta-feira (6), o Governador do Estado de São Paulo, Rodrigo Garcia, assinou decreto que concede abono salarial complementar para supervisores de ensino e diretores de escola que recebem menos que o piso salarial do piso nacional. O pagamento será retroativo a janeiro de 2022.
“É uma ótima notícia para os supervisores e diretores. E ainda melhor porque o pagamento da diferença será feito retriativo a janeiro e não da data de decreto, assinado agora em 5 de maio. É uma demonstração do quanto o Governo de São Paulo se importa com a valorização e gratificação dos seus profissionais”, ressalta a Secretária Estadual da Educação Renilda Peres.
Receberão a diferença todos destas categorias com salário menor ao valor do piso, que é de R$ 3.845,63 para 40 horas semanais e R$ 2.884,22 para 30 horas semanais. O salário base é calculado pela somatória do valor da faixa e nível e do complemento do piso. Sobre o valor do abono complementar, incidem os descontos previdenciários e de assistência médica.
O abono também se aplica aos supervisores e diretores designados, bem como aos inativos e pensionistas, inclusive aos que integram as classes suporte pedagógico em extinção, com reajustes fixados pela paridade de remuneração.
Serão contemplados com o abono complementar 3.561 diretores de escola e 703 supervisores de ensino da rede estadual de educação.

Secretaria da Educação do Estado de São Paulo 

Assessoria de Comunicação e Imprensa 

Mais informações à imprensa: (11) 2075-4610 

www.educacao.sp.gov.br www.facebook.com/educasp 

www.twitter.com/educacaosp | www.flickr.com/photos/educacaosp

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.