Garrafas retornáveis ajudam a preservar o meio ambiente; saiba onde encontrar

0
137
Foto: Divulgação

Embalagens retornáveis voltam às prateleiras e impulsionam hábitos em prol da economia circular; Coca-Cola ajuda consumidores a encontrá-las

Existem muitas discussões sobre aquecimento global, mudanças climáticas e impacto ambiental gerado pelo estilo de vida moderno. Contudo, poucas pessoas sabem que pequenas mudanças na rotina de consumo podem ajudar – e muito – a minimizar esses impactos no planeta e que algumas delas ainda podem ser mais econômicas.

É o caso da adoção das garrafas retornáveis, modelos de embalagens já conhecidas pelo consumidor brasileiro – um hábito que atravessou gerações e agora volta aos poucos por iniciativa das empresas de bebidas, que enxergaram nele uma forma de ajudar a diminuir a quantidade de resíduos gerados.

Como parte do compromisso Mundo Sem Resíduos, que aposta em ações e conversas para estimular de forma significativa a economia circular, a Coca-Cola comercializa embalagens retornáveis no formato de garrafa universal, um modelo que possibilita a sua reutilização para outras marcas da companhia. A embalagem é feita de um plástico especial para PET, mais leve, tem rótulo de papel e tampinha feita com menos plástico. Na América Latina, o volume de venda da companhia por embalagens retornáveis já representa 34% e, no Brasil, este número está em cerca de 20%.

Ao todo, cada garrafa retornável de plástico pode ser usada cerca de 20 vezes e as de vidro, 35 vezes. Ou seja, a cada garrafa retornável que você usa, até 20 novas garrafas PET deixam de ser produzidas. Além disso, um estudo feito pela Coca-Cola mostrou que a produção de novas embalagens gasta mais água, energia e causa mais emissão de carbono. Eliminando isso, o custo com retornáveis fica mais barato e o consumidor chega a economizar em torno de 30% com relação ao uso do PET convencional.

Para quem ainda tem dúvidas sobre a segurança de usar recipientes retornáveis, o gerente sênior de Sustentabilidade para Brasil e Cone Sul na Coca-Cola América Latina, Rodrigo Brito, explica que “quando elas chegam de volta às fábricas, são lavadas com água superquente, produtos químicos e, depois, ar muito quente. Só depois disso, são envasadas e distribuídas. É um processo extremamente rigoroso para garantir que não haja nenhum risco à saúde do consumidor”.

Para contribuir com esse impacto positivo no meio ambiente e ainda economizar, basta que os consumidores encontrem o ponto de compra mais perto de suas casas e, ao finalizar o produto, entreguem a embalagem vazia, trocando por uma garrafa cheia por um valor menor ao de uma garrafa não retornável.

PONTOS DE COMPRA E TROCA

Para facilitar a vida do consumidor, no site da marca Coca-Cola é possível encontrar o lugar mais próximo para comprar garrafas retornáveis, dentre os cerca de 500 mil pontos de venda, entre supermercados, mercearias e bares. Basta entrar em https://www.coca-cola.com.br/onde-comprar e inserir o bairro desejado.

A IMPORTÂNCIA DAS RETORNÁVEIS PARA UM MUNDO SEM RESÍDUOS

Um estudo sobre Análise do Ciclo de Vida das Embalagens conduzido pela TriCiclos, empresa especializada em engenharia de economia circular, revelou que ao comprar duas garrafas retornáveis no lugar de duas não retornáveis, os consumidores contribuem com o meio ambiente economizando 80% de material virgem – o que equivale a 162 horas (em torno de sete dias) de carregamento de telefones celulares, 33 horas de uso de lâmpadas ecológicas, e dois dias de absorção de CO2 por uma árvore.

Sobre a Coca-Cola Brasil

O Sistema Coca-Cola Brasil atua em cinco grupos de bebidas — colas, sabores, hidratação, nutrição e emergentes — com uma linha de 260 produtos, entre sabores regulares e versões sem açúcar ou de baixa caloria. Composto por nove grupos de fabricantes franqueados, o Instituto Coca-Cola Brasil, mais Verde Campo e a parceria com Leão Alimentos e Bebidas, o Sistema emprega diretamente 56,6 mil funcionários. A empresa aposta em inovação para ampliar seu portfólio e atingir o objetivo de destinar corretamente o equivalente a 100% de suas embalagens até 2030. A Coca-Cola Brasil trabalha para oferecer cada vez mais opções com menos açúcar adicionado e no incentivo a iniciativas que melhorem o desenvolvimento econômico e social das comunidades onde atua. (Edelman Brasil – [email protected])

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.