Fórum sobre buscas de crianças desaparecidas tem início nesta terça (24)

0
117
Evento apoiado pela Prefeitura será realizado até sexta-feira (27) de maneira presencial e virtual
Com o apoio da Prefeitura, Araraquara recebe nesta semana, entre os dias 24 e 27 de maio, o 1º Fórum Social Internacional de Redes Protetivas e Buscas Efetivas às Crianças Desaparecidas, que será realizado no Anfiteatro A da Faculdade de Ciências e Letras da Universidade Estadual Paulista (UNESP). O evento será feito de maneira híbrida, ou seja, com participantes presenciais e também remotos por meio de videoconferência pela plataforma Even3.

O encontro é uma movimentação e organização conjunta de docentes, alunos de graduação e pós-graduação do curso de Administração Pública da UNESP, Projeto Rota Cidadã, ONG Mães da Sé e Academia de Lideranças YPY Soluções. O objetivo é promover a socialização de conhecimentos e práticas efetivas, oferecer visibilidade às experiências bem sucedidas, bem como as fragilidades no combate ao desaparecimento de crianças e adolescentes, promovendo ao final, a inclusão de forma orgânica desta temática na pauta dos movimentos sociais organizados, poderes legislativo, executivo e judiciário, órgãos autônomos de fiscalização, meios de comunicação, empresas, dentre outros canais.

Com isso, a tendência é o surgimento de um novo protocolo integrado de atendimento e enfrentamento para a problemática crescente do desaparecimento forçado de pessoas, especialmente as crianças, criando e fortalecendo a atuação dos integrantes nesta rede protetiva, os quais serão norteados pela Carta de Araraquara, que será redigida pelos subsídios gerados no evento e apreciados pelos participantes para ser apresentada para aprovação de todos ao final do fórum.

A secretária municipal da Assistência e Desenvolvimento Social de Araraquara, Jacqueline Barbosa, valorizou o debate em torno do tema. “Para nós é muito importante esse fórum internacional, tanto para que possamos socializar saberes, quanto para que possamos trazer para a agenda da cidade este tema. Araraquara vem desenvolvendo um protocolo municipal de violação de direitos da criança e adolescente e a carta que vai ser desenvolvida ao longo do fórum e divulgada ao final vai contribuir para que possamos formalizar um protocolo municipal para o atendimento das famílias com crianças desaparecidas. Isso para nós é muito importante e qualifica ainda mais a nossa rede protetiva do município”, avaliou.

O evento contará com especialistas nacionais e internacionais e promoverá certificação a todos os participantes. Por enquanto, os palestrantes confirmados são a psicóloga Anelise Buzzi (mestra em Psicologia Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo-PUCSP, Carlos Nascimento (master trainer comportamental e Gestão Estratégica pelo Instituto Formador de Treinadores IFT Especialista em Desenvolvimento Humano Construtivista), a psicóloga Celina Cavalini Garrido (especialista em gestão estratégicas de pessoas, gerente de Vigilância Socioassistencial e Cadastro Único pela Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento social de Araraquara), o ex-deputado federal Dimas Ramalho (presidente do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo), Dr. Marco Aurélio Bortolin (juiz de direito titular da Vara da Infância e Juventude e do Idoso da Comarca de Araraquara/Poder Judiciário), a Dra. Eliana Faleiros Vendramini Carneiro (promotora de Justiça do Estado de São Paulo e coordenadora do Programa de Identificação e Localização de Desaparecidos desde 2014), além de representantes de associações de pessoas desaparecidas de Portugal, Espanha e Argentina.

A inscrição pode ser feita pelo link www.even3.com.br/participante/inscricao. Mais informações podem ser obtidas pelo site www.even3.com.br/1fsiredescriandesaparecidas2022.

 
SECRETARIA MUNICIPAL DE COMUNICAÇÃO
PREFEITURA DE ARARAQUARA

Deixe uma resposta