Flagrante

g.polezze

Sala do Paschoal

O prefeito Edinho Silva, vice Sérgio Médici, secretário Dicão e presidente da Fundart Gilsamara, além de outros assessores como o ex-vereador e presidente da Câmara Municipal Tadeu Alves e a fotógrafa Andreia Bissesto, foram visitar a Sala de Reminiscência “Vicente Michetti”.

A finalidade é conseguir um local para oficializar o trabalho magnífico do abnegado esportista araraquarense Paschoal Gonçalves da Rocha. Centenas de fotos que contam a história do esporte profissional e amador. Uma beleza!

Santa Casa

Edinho Silva não vê a hora de tirar sua equipe da Santa Casa. Aliás, onde não deveria ter entrado nessa viagem acidentada, apenas por uma sugestão do Ministério Público. Por que não esperou o mandado judicial, após o processo legal? Pode estar sendo armada, inclusive, uma arapuca para o prefeito. E se todos os irmãos da Santa Casa, por solidariedade aos mesários que renunciaram, não quiserem continuar com o barco que custa, hoje, cerca de 6 milhões de reais?

Mas, como a ilustração é do Paço Municipal resta dizer que Edinho corre o risco de não ter concorrente. A cada dia se percebe que ser chefe do Executivo é um péssimo negócio. Administrar, sem dinheiro?

Agora, dizer que o Roberto Massafera morre de vontade para ser candidato a vice do De Santi, parece um sonho de verão. Outra questão, De Santi aceitaria concorrer como candidato à sucessão municipal mais uma vez?

Regularização de obras

O vereador Jurandi Reis de Oliveira, com apoio da maioria do plenário, conseguiu derrubar veto do prefeito Edinho e garantir, com essa maneira canhestra de legislar, o direito aos que não cumpriram as normas legais.

Esse jeito de o vereador fazer média com eleitores é uma prática velha, manjada e forma direta de esculhambar o Plano Diretor. Que pena…

A lei vige sempre que um eleitor vai pedir (imoralmente) para o vereador quebrar galho imobiliário.

Votou em quem?

O prezado e impoluto eleitor está lembrado em que votou para vereador? E o seu candidato tem sido um bom legislador?

Pense e análise, para não errar na próxima.

Apoio do Ministério Público

O prefeito Edinho Silva, em nome da decência e com a finalidade de dar um basta neste jeitinho de acertar a vida dos que têm o costume de não cumprir a lei, deveria buscar apoio do Ministério Público.

Autorizar o errado como se certo fosse? Uma loucura…

Orçamento Participativo

Vereador, sem criatividade e especialista em modificar o uso do solo urbano, não gosta do OP. Acha que o prefeito tirou parte da competência dos representantes do povo. Mas, ele não sabe, ainda: a competência pode ser muito mais ampla. Só não vale ficar de olho na rotina do Executivo e indicar obra já autorizada, certo?

Palocci

Um dia o político está em cima, noutro em baixo. O fundamental é ter coerência e, assim, ganhar o respeito da maioria. E sempre visando o bem da coletividade. Agradar a todos… é impossível. Palocci já foi carregado nos ombros, mas, na semana passada, foi vaiado em Ribeirão Preto. Claro que dói.

Vergonha, deputados federais

Dois salários, no primeiro período de férias, afora o salário normal de julho, para apreciar matérias normais. Por que férias em julho e no final do ano? E por que ganhar tantos milhares de reais para cumprir a obrigação? Só 16 dos 534 tiveram sensibilidade e seriedade de não receber dinheiro que não cai do céu, mas, do seu bolso caríssimo leitor e eleitor brasileiro da região de Araraquara. Uma vergonha esse negócio de existir brasileiro tão diferente e especial, muito mais dos que pagam a conta. Dá azia em bicarbonato da democracia…

Compartilhe :

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Agenda Cultural

Boletim Diário número 75 – de 14 de junho de 2024

Edinho assina Ordem de Serviço para reforma e ampliação da USF do Adalberto Roxo

Edição 1605 – de 14 a 18 de junho de 2024

(Editorial) Queimadas urbanas! Reclamações todos os dias

CATEGORIAS