Fala do vereador Lineu Carlos de Assis na Sessão da Câmara

0
85

Meu comportamento, nesta casa, sempre foi imparcial… apoiei e votei em projetos independentemente do partido, levando em conta sempre o que é bom para o povo de Araraquara, portanto contribuí para a aprovação dos projetos dos colegas.
Agora chegou a hora de estar ao lado do funcionalismo público e, para isso, temos que nos mobilizar. Sendo assim, sugiro que paremos de votar em tudo aquilo que o prefeito mandar para esta casa, enquanto ele não der aumento aos servidores. Não dá para o servidor trabalhar e não ter o que comer no final do mês, com este aumento parcelado de 5% (proposta do prefeito).
O discurso é de “dificuldades financeiras e excessos de gastos na pandemia”.

PORÉM A GRANDE NOVIDADE PARA MAIS UMA SURPRESA:

Os 24 radares utilizados no município são alugados (contrato nº 5145/2019) e o valor desse contrato é R$ 2.799.505,00 por ano.

Das PERDAS SALARIAIS dos Servidores em todos os mandados do prefeito Edinho Silva:

Do primeiro mandato:
Em 2001, o acúmulo de perdas salariais foi de 6,6% porque não houve o reajuste;
Em 2002, o reajuste foi apenas 2,2% acima da inflação e não cobriu as perdas do ano anterior;
Em 2003, o acúmulo de perdas foi de 16,77% porque novamente não houve reajuste;
Em 2004, o reajuste foi apenas de 0,2% acima da inflação.
CONCLUSÃO: No fim de seu primeiro mandato, Edinho tinha imposto mais de 20% de perda salarial ao funcionalismo público.

Do 2º mandato do Edinho Silva do PT:
Em 2005, o PCCV aumentou os salários de alguns e deixou outros sem reajuste;
Em 2006, o reajuste foi igual à inflação;
Em 2007, o reajuste foi de 1% acima da inflação;
Em 2008, o reajuste foi igual à inflação.

CONCLUSÃO: Terminados os primeiros OITO anos de gestão de Edinho Silva, os servidores ainda amargavam os 20% das perdas salariais.
Do 3º mandato até o andamento do 4º mandato do prefeito Edinho Silva do PT:
Foram mais de 21,13% de perdas, sendo a maior parte por falta de reajuste na PANDEMIA.
Conclusão: Com o governo Edinho Silva do PT, o salário dos servidores hoje é praticamente a metade daquilo que deveria ser se os reajustes tivessem seguido a inflação. Um ABSURDO, pois Araraquara é uma cidade rica e arrecadou mais de 1 bilhão de reais em 2021, considerada uma receita recorde.

Está na hora do Prefeito Edinho Silva do PT fazer um decreto ou um projeto de lei com aumento decente para que seja enviado para a Câmara Municipal, demonstrando aos servidores a sua devida valorização pelo esforço e pela dedicação que tiveram nesta pandemia.
Não foi Edinho Silva e seus secretários que atenderam os pacientes do COVID-19 ou deram aulas ON-LINE, taparam buracos ou ajudaram alguma família vulnerável nas ruas durante a Pandemia.
A questão é: O que é prioridade em nossa cidade?

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.