Executivo responde sobre suposto atraso de salários no Crasma

0
419

Problemas na administração e estrutura internas preocuparam vereador Marcos Garrido (Patriota)

No final de 2021, o vereador Marcos Garrido (Patriota) protocolou o Requerimento nº 1.178/2022, solicitando esclarecimentos sobre as denúncias de atraso nos salários de profissionais de saúde que atendem no Centro de Referência de Saúde Mental do Adulto de Araraquara “Dr. Ubirajaras Caldas” (Crasma), localizado na Rua Alfredo Coelho de Oliveira, na Vila Nossa Senhora do Carmo, e sobre o estado de abandono do imóvel que abriga a unidade.

Segundo o parlamentar, muitos munícipes que são assistidos ou que possuem familiares assistidos pelo Crasma relataram que a unidade está com poucos médicos disponíveis para atendimento rotineiro. Garrido alegou ainda que tais profissionais estão com seus salários e seus benefícios atrasados.

O vereador argumentou também que o prédio da unidade está com mato alto, sujeira acumulada e problemas na estrutura interna, evidenciando a falta de manutenção e serviços de zeladoria periódicos.

Diante das considerações citadas, o parlamentar questionou o Executivo sobre o número de médicos que prestam atendimento no local, o número de atendimentos realizados nos últimos seis meses, e o suposto atraso nos pagamentos dos profissionais.

Em resposta, a Coordenadoria Executiva de Assistência Especializada explicou que, até agosto de 2021, a unidade contava com três médicos psiquiatras, até um deles necessitar ser transferido para o Centro de Referência do Idoso (Cria), devido à alta demanda deste local. Pelo resto do ano, se mantiveram dois profissionais, e foi ressaltado que o avanço da pandemia limitou a ampliação do quadro.

A Coordenadoria também informou que, em um período de seis meses, entre o início de julho e o final de dezembro de 2021, foram registrados, pelo sistema de informação do município, 1.371 atendimentos.

Após uma consulta ao setor de Recursos Humanos, foi esclarecido que os valores foram pagos integralmente aos profissionais da unidade, com exceção ao médico admitido em julho de 2021, ao qual as correções foram realizadas na folha referente a agosto.

Quanto à zeladoria, a Coordenadoria afirmou que irá encaminhar o pedido ao setor de obras para a realização de reparos na unidade, e que os serviços de capinagem já estão inclusos no cronograma de atendimento às unidades de saúde. (Comunicação Social – Câmara Municipal de Araraquara)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.