Esportistas falam sobre importância da reabertura do Gigantão

0
100

Tradicional palco do esporte araraquarense passa por últimos detalhes para ser reaberto nesta quarta-feira (15)

 Nesta quarta-feira, 15 de junho, às 18h, a Prefeitura Municipal de Araraquara realizará a solenidade de reabertura e entrega das obras de reforma e melhorias do Ginásio de Esportes Castello Branco, o Gigantão. A entrada é gratuita e o público poderá acompanhar a partida inaugural do ginásio entre Sesi Araraquara e AD Santo André, pela última rodada da Liga de Basquete Feminino (LBF), que é o campeonato brasileiro da modalidade. A retomada das atividades do ginásio já ativa a expectativa dos esportistas e de torcedores da cidade, que olham o local como um ponto determinante para o sucesso das modalidades.

A ex-jogadora de basquete Roseli Gustavo, que hoje atua como presidente da Fundesport, destacou a importância do ginásio poliesportivo para a cidade. “O Gigantão é um importante espaço do esporte de Araraquara e região, além de fazer parte da história de Araraquara. Eu já viajei o mundo todo, conheci muitos ginásios, mas com certeza o Gigantão é um ginásio especial. Esse gigante estava adormecido durante essa reforma e agora, com a reabertura, volta a ter vida, volta a respirar. É um ginásio que é muito utilizado pelas nossas modalidades da Fundesport, muitas vezes utilizado diariamente das 7 às 22h, dependendo do evento. É um ginásio que fez muita falta nesse tempo que ficou parado e estamos muito felizes com a volta, com a reabertura desse importante espaço do esporte”, analisou.

Quem também vê a reabertura com bons olhos é Fábio Appolinário, técnico do time masculino de basquete do AZ Araraquara. “O retorno do Gigantão é muito importante para nós porque o Gigantão é nossa casa. Aproveito a oportunidade para agradecer ao Sesi por ter cedido o espaço para nós treinarmos nesse período, que foi muito importante para nós, para o nosso crescimento. O Sesi conta com uma estrutura fantástica, mas o Gigantão é nossa casa. Ali nós sabemos que foi onde o basquete teve suas maiores conquistas, seus maiores momentos, e poder voltar para a nossa casa é muito importante. Estamos muito felizes pela volta do ginásio, de poder mandar jogos lá e agora. Nosso time precisa melhorar sua estrutura e com a volta do Gigantão é um salto de qualidade muito grande. Estamos no caminho certo”, citou.

O futsal também é uma modalidade que tem no Gigantão um grande diferencial. Renê Benacci, que é técnico do time masculino da Uniara/Fundesport e do feminino da Ferroviária/Fundesport, falou sobre a força do local na busca pelos resultados. “A volta do Gigantão é de uma importância muito grande. É o ginásio que é a nossa casa. Faz uma diferença muito grande você treinar no ginásio e jogar nele, pois assim você se acostuma com o espaço físico, com as linhas, entre outros fatores. Desde 2017, quando começamos a disputar a Liga Paulista, até 2020, que foi a última vez que disputamos lá, tivemos pouquíssimas derrotas. Chegamos a acabar um ano com apenas uma derrota e isso sempre nos levou a classificações importantes. Digo sempre que o Gigantão faz uma diferença gigantesca. O nível dos treinos melhora e é um palco sensacional, sem contar a beleza estrutural. Ele fornece tudo o que uma equipe de alto rendimento necessita para fazer bons treinos e bons campeonatos”, reforçou.

Eduardo Zambone, técnico da equipe feminina de vôlei da Fundesport/Araraquara, também enaltece a relevância do ginásio. “Gigantão. Para nós, esportistas, a própria palavra já diz tudo. O Gigante voltou. Agora mais renovado, foram dois anos sem ter esse grande espaço esportivo, nosso cartão de visita de grandes jogos e equipes que aqui apresentaram seu show. Seja novamente bem-vindo, nosso gigante!”, completou.

Reformas

Nesta segunda-feira (13), o local passava por limpeza e pelos últimos detalhes de pintura em suas escadas. O tradicional palco do esporte araraquarense passou por obras de recuperação estrutural que contemplou a área interna e externa com os serviços de revestimentos nos pilares e em pontos mapeados na cobertura. Os pontos de trincas e fissuras foram tratados e revestidos com nova massa composta de materiais antiferrugens. A recuperação dos pilares ocorreu com suporte de plataforma hidráulica e máquinas de corte. O serviço de impermeabilização também foi feito no suporte embaixo das arquibancadas, no “porão” do Gigantão.

Também foi implantada fibra óptica nas cabines de imprensa para potencializar as transmissões dos eventos esportivos e a velocidade do tráfego de dados. Foi realizada uma revisão da iluminação da quadra, enquanto o piso de madeira flutuante já recebeu o verniz de fundo e as linhas demarcatórias das modalidades (basquete, futsal, voleibol e handebol).

História

Fundado em 11 de outubro de 1969, o ginásio foi projetado em 1967 com o objetivo de ser uma referência esportiva no interior paulista. Hoje, 52 anos depois de ser inaugurado, o local ficou marcado por momentos memoráveis de modalidades como basquete, vôlei, futsal e handebol, além de shows musicais e até apurações de votos de eleições. Em 2010, o local sofreu uma ruptura em uma de suas abas externas, o que fez com que ficasse interditado por mais de dois anos. Em 2013, após uma ampla reforma, o local foi novamente entregue à população. Já a atual reforma, que começou com um acordo com o Ministério Público do Meio Ambiente, Habitação e Urbanismo, teve início em novembro de 2020.

O jogo

O torcedor que marcar presença na arquibancada do Gigantão irá presenciar um confronto entre os dois times de melhor campanha da LBF. O Sesi Araraquara, comandado pelo técnico João Camargo e com destaques como Aline Moura, Nany, Gabriela Sossô e Maila, lidera a competição com 33 pontos e uma campanha de 16 vitórias e apenas uma derrota nos 17 jogos em que atuou. Já o time do ABC é o vice-líder, com 29 pontos e uma campanha de 12 vitórias e cinco derrotas. No confronto entre os dois times pelo primeiro turno, as meninas de Araraquara levaram a melhor pelo placar de 66 a 55 na casa do adversário.

Protocolo de prevenção à Covid-19

Vale destacar que, por ser um ambiente fechado, será exigido o uso de máscara no local, seguindo os protocolos de prevenção à Covid-9. Para adentrar o ginásio, também é preciso apresentar o comprovante do ciclo vacinal completo. Outra opção é apresentar teste tipo PCR, realizado até 48 horas, ou do tipo antígeno, realizado até 24 horas antes do ingresso no jogo.

SECRETARIA MUNICIPAL DE COMUNICAÇÃO
PREFEITURA DE ARARAQUARA

Deixe uma resposta