Espaço Lupo abriga 100 anos de história e identidade com Araraquara

0
189

Prefeito Edinho participou do evento de inauguração do local, na fábrica da Lupo, no sábado (19); espaço contém fotos, documentos e exposições da empresa centenária araraquarense

O prefeito Edinho participou da inauguração do Espaço Lupo, na sede da fábrica da Lupo, na noite do último sábado (19), em atividade que integrou a programação do centenário da empresa, comemorado no ano passado.

O ambiente de 750m² conta com uma exposição interativa, um Centro de Memórias com documentos e fotos históricas, além de um auditório onde serão realizadas exposições temporárias, palestras, eventos externos e internos, como recepções aos novos funcionários da empresa e aos visitantes.

“A Lupo faz parte da minha história de vida. Lá trabalhei, como assim também fizeram milhares de mulheres e homens araraquarenses que ajudaram na construção dessa trajetória. Esse novo espaço materializa os 100 anos de construção da família Lupo em Araraquara. A história da nossa cidade passa pela história da Lupo. Uma empresa que não abre mão de suas origens, de sua ligação com a cidade. Desejo que a Lupo seja cada vez mais robusta, forte e siga enchendo nossa população de orgulho”, afirmou o prefeito Edinho.

“Parabenizo toda a família Lupo em nome da presidente, Liliana Aufiero, e de Maria Augusta Lupo, Élvio Lupo Júnior e Isabelle Rochat, que representaram as diversas gerações da família no evento”, complementou Edinho.

Em sua fala na inauguração, Élvio Lupo Júnior destacou que o novo espaço também traz um olhar para o presente e o futuro. “No início, nós pensamos em um museu, mas o museu poderia remeter só a coisas do passado. Aí surgiu o Espaço Lupo. Um lugar onde nos colocamos no presente, com olhar de respeito e gratidão pelo passado, e com olhar para o futuro, que inspira criatividade e inovação. Um lugar ativo, dinâmico e acolhedor”, afirmou.

“Somos uma grande e numerosa família. E também pensamos nas famílias dos funcionários que trabalharam aqui. Em muitas delas, vimos filhos e netos que também vieram trabalhar na Lupo. Ao ver tudo isso, sentimos uma enorme alegria por estarmos aqui hoje dando continuidade ao sonho e à obra do nosso Henrique Lupo. Que venham os próximos 100 anos”, completou Élvio, que integra a 3ª geração da família.

Isabelle Rochat, da 4ª geração da família, também destacou os desafios da empresa para o futuro. “Esse espaço concretiza a conexão da família com a Lupo, da Lupo com a sociedade e o mundo, do passado com o futuro. É não só olhar para o passado, mas projetar para o futuro”, analisou.

Também estiveram no evento o diretor regional do Ciesp (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo), Bruno Naddeo, e o presidente da Acia (Associação Comercial e Industrial de Araraquara), José Janone Junior.

CENTENÁRIA

Marca referência da indústria têxtil no Brasil, a Lupo completou 100 anos em 2021. A empresa começou como uma relojoaria, em Araraquara, até se tornar fábrica de meias em 1921, data inicial da história da Lupo.

Em 1947, a empresa já despontava no cenário brasileiro como a maior fabricante de meias masculinas produzidas em material 100% algodão, mesmo ano em que recebeu as primeiras amostras do nylon, o fio sintético que iria revolucionar o mercado de meias no mundo todo.

A Lupo tem duas sedes: uma em Araraquara, que ocupa uma área de 90 mil metros quadrados, empregando mais de 5 mil pessoas na região, e a outra na Bahia, em Itabuna, que ocupa uma área de 40 mil metros quadrados e emprega cerca de 2 mil funcionários.

A empresa oferece 12 mil itens em seu portfólio, composto pelas marcas Lupo, Lupo Sport, Trifil e Scala, produzindo mais de 145 milhões de peças por ano. Durante a pandemia, a Lupo se reinventou e apostou numa linha de máscaras de proteção confortáveis e com tecnologia inovadora.

Atualmente, a Lupo conta com mais de 600 lojas em todo o País e exporta seus produtos para mais de 30 países.

(Secretaria de Comunicação – Prefeitura de Araraquara)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.