Equipe do Consultório na Rua realiza em média 21 atendimentos por dia em Araraquara

Aumento da população em situação de rua na região central de Araraquara levanta preocupações entre os legisladores locais, como o vereador Gerson da Farmácia, que questionou a Prefeitura sobre medidas de segurança e manutenção dos espaços públicos, focando especialmente na Praça da Igreja do Carmo. Em resposta, Talitha Martins, coordenadora de Atenção Básica, destacou o trabalho do Serviço Especializado de Abordagem Social (Seas), que realiza abordagens sistemáticas para identificar situações de risco e oferecer suporte social.

Durante o mês de maio, a equipe do Consultório na Rua realizou 426 atendimentos, com uma média diária de 21 casos atendidos. Os serviços incluíram encaminhamentos para clínicas de saúde e reabilitação, refletindo a prevalência de problemas como dor de dente e dependência química entre os atendidos. Talitha enfatizou a importância de construir vínculos de confiança com os beneficiários, respeitando sempre a autonomia na decisão de deixar as ruas.

Além disso, está em andamento a elaboração de um censo da população em situação de rua, visando a formulação de políticas interdisciplinares para melhorar a assistência. Enquanto isso, a Guarda Civil Municipal, sob o comando de Juliana Záccaro, realiza patrulhamento diário nas praças para garantir a segurança pública, abordando indivíduos em atitudes suspeitas e respondendo a chamadas da comunidade pelo telefone 153.

(Setor de Imprensa – Câmara Municipal de Araraquara)

Foto: Prefeitura de Araraquara

Compartilhe :

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Santa Casa de Araraquara pede ajuda para identificar paciente

Show nesta sexta no Sesc Araraquara

Intervenção neste sábado no Sesc Araraquara

Confira as dicas gratuitas para curtir a cidade (20 e 21 de julho)

Contação de história neste sábado no Sesc Araraquara

CATEGORIAS