Equipe da Prefeitura leva orientações sobre a dengue para alunos do Senai

0
135
Foto: Divulgação
Nesta sexta-feira (1º), será realizada uma ação educativa no Caic do Selmi Dei


Nesta quarta-feira (28), a equipe de IEC (Instruindo, Educando e Comunicando) do Controle de Vetores da Vigilância Epidemiológica, orgão que integra a Secretaria Municipal de Saúde, participou de uma feira educativa na Escola Senai “Henrique Lupo”. No stand da equipe, os alunos aprenderam sobre os riscos do mosquito Aedes aegypti, principal transmissor das doenças dengue, chikungunya, zika e febre amarela.

Com exposição de maquetes que continham o ciclo do mosquito, mosquitário com mosquitos e larvas vivas para demonstração e distribuição de materiais impressos com informações de combate aos criadouros, eles puderam saber mais detalhes sobre a importância da preservação dos predadores naturais do mosquito e do cuidado com o ambiente domiciliar para evitar água parada e formação de criadouros.

As ações educativas terão sequência nesta sexta-feira (1º), quando a equipe de IEC estará no Caic “Prefeito Rubens Cruz”, no Selmi Dei, onde o público-alvo será composto por crianças do primeiro ao quinto ano, com a utilização de teatro com fantoches dos mosquitos aedes para que, de forma lúdica, eles aprendam a como eliminar criadouros e se proteger do mosquito transmissor da dengue e outras arboviroses. Também terá stand contendo o ciclo do Aedes, panfletos e cartazes educativos.

 
A supervisora epidemiológica Juliana Catarina Orizo, da Gerência de Controle de Vetores da Vigilância em Saúde, falou sobre a importância das ações. “Essas atividades educativas são realizadas porque acreditamos que a informação leva ao conhecimento e o conhecimento muda hábitos. Esperamos que cada pessoa, cada criança alcançada, além de executar o que aprendeu, seja um multiplicador de informações. A participação de todos nos cuidados e prevenção do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya é fundamental”, comentou.

Vale reforçar que o trabalho de combate aos criadouros do mosquito Aedes aegypti, realizado pelas equipes de Controle de Vetores da Vigilância Epidemiológica, é ininterrupto, independentemente da época do ano ou da situação da doença, e depende da participação da população. Além de cuidar da própria casa, o munícipe também pode identificar imóveis e outros locais problemáticos e avisar para o Controle de Vetores e a Ouvidoria da Vigilância em Saúde, por meio dos telefones (16) 3303-3115, (16) 3303-3104 e 0800-774-0440.

 
SECRETARIA MUNICIPAL DE COMUNICAÇÃO
PREFEITURA DE ARARAQUARA

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.