Encontro no Restaurante Popular valoriza organização coletiva de mulheres

0
116
Fotos: Tetê Viviani
Roda de conversa sobre cooperativismo encerrou programação do Mês “Elza Soares”


Na tarde da última terça-feira (29), o Restaurante Popular I, na Vila José Bonifácio, recebeu um café da tarde e uma roda de conversa sobre cooperativismo que contou com a participação de mulheres representantes das cooperativas Acácia, Vitória, Panelas Unidas e Costura e Arte. O público-alvo foi composto por beneficiárias dos programas sociais da Prefeitura de Araraquara, em especial o Bolsa Cidadania.

A atividade, que encerrou a programação do Mês “Elza Soares”, foi promovida pela Secretaria Municipal do Trabalho, Desenvolvimento Econômico e Turismo, através da Coordenadoria de Trabalho e Economia Criativa e Solidária, e também pela Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social e pela Secretaria de Direitos Humanos e Participação Popular.

O prefeito Edinho, que participou do evento, destacou que o programa de incentivo ao cooperativismo da Prefeitura tem importância muito grande neste momento de desemprego e crise econômica. “O trabalho organizado pelas cooperativas gera renda de forma igualitária. Todo mundo trabalha junto, de forma solidária. É uma oportunidade de as pessoas gerarem trabalho e renda, darem a volta por cima e organizarem suas vidas. Em Araraquara, temos o caso da Cooperativa Acácia, de 2001, referência na coleta seletiva. Temos a Coomappa, do aplicativo Bibi Mob, que também ganhou destaque nacional. Mais recentemente, a cooperativa Panelas Unidas passou a produzir as refeições dos Restaurantes Populares. E temos muitos outros exemplos. Vamos seguir fomentando essas e outras cooperativas”, garantiu.

A secretária de Assistência e Desenvolvimento Social, Jacqueline Barbosa, destacou que a reunião cumpriu seu propósito. “Nosso objetivo com esse encontro foi trazer as mulheres que estão beneficiadas de programas de transferências de renda e inseridas nos nosso cursos, nas nossas oficinas e nos nossos grupos, para dialogarem com mulheres que já estiveram no lugar delas e que, a partir dessa vivência enquanto estavam no programa, hoje estão na liderança de cooperativas e se organizando socialmente, economicamente. Uma coisa é quando nós falamos com essas mulheres e outra coisa é quando os grupos de iguais se conversam, se reconhecem, se identificam e podem conversar sobre as mazelas da vida. Alcançamos esse objetivo e foi uma tarde muito proveitosa em que pudemos ver o quanto isso pode contribuir com novas histórias e com novas ressignificações de vida”, explanou.

Camila Capacle, coordenadora de Trabalho e Economia Criativa e Solidária, exaltou o nível do diálogo no encontro. “Foram falas potentes, mostrando a importância da organização coletiva de mulheres e de trabalhadores pela busca de melhores condições de vida. Elas contaram de suas lutas e conquistas e de como o cooperativismo pode ser uma alternativa a geração de trabalho e renda”, pontuou.

Segundo ela, a importância do evento também está no fato de reunir as beneficiárias de um programa de combate à fome para ouvir e interagir com as líderes das cooperativas de trabalho da nossa cidade e ouvir delas que um futuro melhor é possível. “Estamos construindo em Araraquara um importante Programa de Cooperativismo e Economia Solidária e entendemos que essa alternativa de geração de trabalho e renda traz também cooperação, justiça social e organização coletiva dos trabalhadores. No caso das mulheres, a economia solidária traz também laços de apoio, autonomia financeira para sustentar suas famílias e superar ciclos de violência doméstica”, acrescentou.

Também marcaram presença no evento o vice-prefeito e secretário do Trabalho, Desenvolvimento Econômico e Turismo, Damiano Neto; a secretária de Esportes e Lazer, Milena Pavanelli; as coordenadoras Silvani Silva (Segurança Alimentar) e Alessandra Dadona (Políticas para Mulheres); a presidente da Cooperativa Panelas Unidas, Letícia Souza da Silva; a presidente da Cooperativa Vitória Multisserviços, Marcela Duarte Moraes; a presidente da Cooperativa Costura e Arte, Clarice Oliveira; e a presidente da Cooperativa Acácia, Helena Francisco da Silva.

O Mês “Elza Soares” prestou homenagem ao Dia Internacional da Mulher, comemorado em 8 de março. A agenda contou, ao longo do mês, com diversas atividades culturais, oficina de capacitação, corrida de rua, entre outras atrações oferecidas pela Prefeitura de Araraquara, através da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Participação Popular e pelo Centro de Referência da Mulher.

 
SECRETARIA MUNICIPAL DE COMUNICAÇÃO
PREFEITURA DE ARARAQUARA

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.