Emef Vereador Edmilson de Nola Sá volta a atender no período integral neste mês

0
179

Em resposta ao vereador Rafael de Angeli (PSDB), secretaria afirmou que apenas cinco profissionais da educação deverão iniciar suas atividades na unidade escolar

Cinco professores irão iniciar suas atividades na Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Vereador Edmilson de Nola de Sá. A contratação dos profissionais se deu por meio de processo seletivo interno, porém o número de inscritos não atingiu a quantidade de vagas disponibilizadas pela Prefeitura. As informações são da Secretaria Municipal de Educação, em resposta ao primeiro secretário da Mesa Diretora da Câmara de Araraquara, vereador Rafael de Angeli (PSDB), que, por meio do Requerimento n° 165/2022, cobrou do Executivo esclarecimentos sobre o processo seletivo de credenciamento para atuação nas escolas municipais de ensino fundamental integral.

No documento, o parlamentar alegou que, no dia 5 de janeiro de 2022, foi aberto um processo seletivo de credenciamento para atuação na educação integral. Sendo assim, Angeli questionou a Secretaria quanto ao número de inscritos, por cargo, no processo seletivo.

Entre as indagações também foi cobrado pelo vereador informações referentes ao número de inscritos aprovados por cargo e como estaria o atendimento aos alunos da escola municipal de ensino fundamental integral “Vereador Edmilson de Nola Sá”, unidade escolhida para ser de ensino integral.

Conforme divulgado pela Secretaria, foram anunciadas um total de 37 vagas, sendo elas para professores, agente educacional, agente administrativo e assistente educacional pedagógico. Porém, segundo a pasta, apenas 19 inscrições foram realizadas, sendo elas cinco para professor de ensino fundamental, 12 para agente educacional e uma para agente administrativo. Desses, apenas cinco poderão assumir as vagas para as quais se inscreveram e foram aprovados.

Quanto ao atendimento dos estudantes na Emef, a Secretaria esclareceu que a mesma está em período parcial, com previsão de atendimento integral a partir deste mês de abril.

“É de extrema necessidade que a Rede Municipal de Educação estruture suas unidades para o atendimento integral. Muitas crianças ficam por um período sozinhas, já que seus responsáveis necessitam trabalhar para o sustento de suas casas, onde as unidades que atendem no período contraturno não têm disponibilidade de atender todas as demandas”, finaliza Angeli.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.