(Editorial) Saúde não responde

0
295

Muitos questionamentos foram enviados para Secretária da Saúde, Eliana Honain, sobre a atual situação dos hospitais de Araraquara, respectiva taxa de ocupação e estado em que se encontram. Mas, até o fechamento da edição, não obtivemos resposta.
Um dos questionamentos feitos foi a razão pela qual Araraquara não realizou algum reaproveitamento dos hospitais de campanha construídos durante o período pandêmico. Afinal, agora com aparente controle de casos de covid-19, as pessoas finalmente se sentem confiantes para lidar com os demais problemas de saúde, inclusive, precisando de hospitais. Ainda, inegável ter havido represamento de problemas com a saúde, o que, igualmente, sinaliza motivo de haver aumento de procura pela Saúde relativamente a outros problemas (diversos da covid).
A título de argumentação, o município, inclusive, poderia restaurar a estrutura existente do Hospital Psiquiátrico da Vila Xavier. Seria uma forma de deixar mais um local – um ativo permanente – para Araraquara e região aos pacientes do SUS. Tratar-se-ia de aproveitar gastos com pandemia, para além de uma estrutura temporária.
Houve municípios que usaram necessidade de investimento urgente, também, para reaproveitar estruturas sem uso. Exemplo foi o Hospital Brigadeiro, entregue ano passado pelo município de São Paulo. Por que não ter feito o mesmo com o referido hospital na Vila Xavier?
Ora, aqui em Araraquara, há reclamações de hospitais lotados e, consequentemente, atendimento precário. Então, ao invés dos hospitais de campanha terem fechado suas portas, eles não poderiam perfeitamente estar em uso para outras enfermidades represadas?
E, a propósito, faltou gestão para nossa cidade? Infelizmente, até essa resposta fica difícil diante de, mais uma vez, a Prefeitura ter deixado de responder ao JA. Realmente, lamentável.

Deixe uma resposta