(Editorial) A voz da luta diária por Direitos

0
559
Foto Ilustrativa

Oito de março é o Dia Internacional da Mulher, uma data fixada há mais de 100 anos e que sempre foi sinônimo de luta. É um momento para destacar a batalha diária das mulheres por direitos e igualdade – em casa, no trabalho, na política, na escola e na sociedade em geral. O Dia Internacional da Mulher ressalta a necessidade de uma ação contínua para transformar a sociedade e mobilizar cidadãos e governos na busca pela igualdade de oportunidades entre mulheres e homens. A história dessa data marca reivindicações por justiça no trabalho, educação, saúde e denúncia de violência contra a mulher.

Muitas mulheres lutam pela sobrevivência e pelo sustento – o seu próprio e o de suas famílias. O desemprego é uma realidade que afeta muitas delas. Mulheres negras são as mais impactadas pela situação econômica, ocupando posições precárias em empregos informais, como empregadas domésticas, cozinheiras, vendedoras ambulantes, garçonetes, entre outras profissões.

No setor da saúde, as mulheres são a maioria, arriscando suas vidas na linha de frente do atendimento a pacientes. Elas enfrentam seus próprios desafios, sofrendo e se solidarizando com as famílias que perdem seus entes queridos. Trabalham sob constante pressão e muitas vezes em condições que estão longe do ideal.

Embora muitas mulheres tenham conquistado direitos ao longo do tempo, alguns consolidados e outros ainda em processo de consolidação, a história tem mostrado que nada é permanente e que retrocessos são possíveis. Garantir o direito à vida, liberdade, segurança pessoal, igualdade de direitos, informação, educação, privacidade, igualdade salarial e de oportunidades de trabalho é uma luta constante, pois os retrocessos estão sempre presentes.

Neste 8 de março de 2024, Dia Internacional da Mulher, o JA agradece e presta homenagem a todas as mulheres pela coragem de nunca abandonar a batalha diária, motivadas pela esperança de dias melhores e uma vida digna para todos. Estamos unidos nessa luta pela igualdade, lembrando sempre que a mulher desempenha múltiplas funções em um único dia, desde cuidar de si mesma, da casa, dos filhos até o trabalho profissional.

Parabéns a todas as leitoras do JA! Que possamos alcançar ainda mais igualdade!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.