É possível ter um nariz mais bonito e que respira melhor?

0
333

Sim, esse é o propósito da rinosseptoplastia, cirurgia que, além de remodelar o formato do nariz, garante a correção de falhas na sua estrutura interna; médico do Hospital Paulista explica como funciona essa intervenção

É possível, sim, ter um nariz mais bonito e que funciona bem! Ou seja, um nariz mais harmônico ao formato do rosto e, sobretudo, livre das obstruções frequentes causadas por más formações, como desvios de septo nasal.

A rinosseptoplastia é a solução mais assertiva a quem deseja corrigir problemas estéticos e funcionais relacionados à estrutura naso-facial. De forma minimamente invasiva, o procedimento garante a remodelação do formato do nariz com intuito estético, além de reparar a estrutura funcional dele – isto é, corrigir as obstruções que são muito comuns a quem têm um mau posicionamento das cartilagens que ficam no interior do nariz.

“Geralmente, são essas as principais razões para os problemas de obstrução. Os pacientes que já sofrem com essas más-formações estruturais e também têm queixas com a parte estética podem resolver essas duas questões em um único procedimento, de forma bastante simples e com breve recuperação”, explica o Dr. Arnaldo Tamiso, otorrinolaringologista do Hospital Paulista e especialista nesse tipo de cirurgia.

Menos invasiva

Embora afete uma região muito sensível do nosso corpo, o médico garante que a intervenção, hoje em dia, é bem menos invasiva do que em décadas anteriores, e o período de recuperação também é menor.

“O paciente fica com pouco, ou quase nenhum, roxo no rosto após a cirurgia, e o pós-operatório não é muito doloroso, nem incomoda tanto, como antigamente. Quanto menos mudanças forem feitas, mais tranquilo é esse período”, enfatiza o especialista, acrescentando que, atualmente, a técnica utilizada para esse tipo de cirurgia não requer cortes externos no nariz.

Expectativas realistas

De toda maneira, o médico pondera que nem sempre os pacientes estão aptos a realizar uma rinosseptoplastia.

“É necessário ter boa saúde e, principalmente, expectativas realísticas como pré-requisitos básicos. Antes de mais nada, é importante lembrar que não existe um nariz ideal. O que se procura nesse procedimento é a harmonia entre as linhas faciais e o nariz. Então, é preciso considerar alguns fatores previamente com o cirurgião, como tipo de pele, etnia e idade, assim como sempre se faz em toda cirurgia plástica na face”, finaliza.

Sobre o Hospital Paulista de Otorrinolaringologia

Fundado em 1974, o Hospital Paulista de Otorrinolaringologia possui quase cinco décadas de tradição no atendimento especializado em ouvido, nariz e garganta e durante sua trajetória, ampliou sua competência para outros segmentos, com destaque para Fonoaudiologia, Alergia Respiratória e Imunologia, Distúrbios do Sono, procedimentos para Cirurgia Cérvico-Facial, bem como Buco Maxilo Facial.  Referência em seu segmento e com alta resolutividade, conta com um completo Centro de Medicina Diagnóstica em Otorrinolaringologia. Dispõe de profissionais de alta capacidade oferecendo excelentes condições de suporte especializado 24 horas por dia.

(Máquina Cohn & Wolfe)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.