Dormir melhor: objetivo relevante

Margarida Conceição (*)

Um sono tranqüilo, reparador e altamente compensador, em dias de grande tensão e pressão, nem sempre é possível. Porém, sacrificar suas horas de sono de qualidade, em períodos difíceis, pode levar a um círculo vicioso em que sempre registrará o cansaço como conclusão.

Uma boa noite de sono é essencial e vai ajudar a ficar mais alerta e com respostas imediatas para enfrentar suas atividades diárias.

Siga estas cinco sugestões e aumente suas oportunidades de dormir melhor. Faça desse elenco um desafio para modificar a sua vida neste ano novo.

1. Exercite-se

Os exercícios relaxam os músculos e aliviam as tensões. Você vai ficar mais leve. Apenas assegure-se de não praticar exercícios muito tarde no dia, pois, eles são liberadores de adrenalina e não é positivo ficar com o corpo aceso na hora de dormir. Insônia não pode ser entendida como uma troca inteligente, certo?

Via de regra, o exercício deve ser realizado até duas horas antes de dormir.

2. Relaxe e Respire

As técnicas de relaxamento, além de acalmar, levam ao esquecimento daquelas tensões do dia-a-dia. Yoga ou a meditação em geral auxiliam neste quesito, assim como as massagens terapêuticas e até mesmo um bom banho quente. Amar também é um relaxante natural, muito efetivo antes de dormir. Vale dizer: afetividade é um ingrediente que casa com qualquer receita de felicidade…

3. Ajuste seu relógio interno

É importante estabelecer um horário consistente de dormir e acordar. O seu corpo se tornará habituado a esses horários facilitando o adormecer. Um detalhe significativo: não é a quantidade de horas que leva ao sono reparador, mas, principalmente a qualidade. Assim, nada de dormir com tevê ligada, por exemplo. Em se falando de quantidade, cada um tem a sua e você não deve dormir nem mais nem mais da estabelecida, naturalmente, pelo seu organismo.

4. Vá para a cama quando estiver realmente com sono

Pode ser circunscrito até como reflexo condicionado. Cama é igual a sono e ponto.

5. Alimentação

Não vá dormir com fome e preste atenção à qualidade da comida a ser ingerida próxima de dormir.

Alimentos gordurosos, apimentados, de difícil digestão e a cafeína são proibidos por, pelo menos, nas seis horas que antecedem ao dormir, pois podem deixar você caminhando boa parte da noite.

Os melhores alimentos são os carboidratos como: biscoitos tipo cream-crack e pães. São de fácil digestão e proporcionam saciedade e, por isso, são mais indicados. Melhor, ainda, se associados a um copo de leite morno…ajudará, em muito, a usufruir de um sono tranqüilo.

Mas, se nenhuma dessas sugestões o auxiliar procure um neurologista.

(*) É médica e colaboradora do JA

Compartilhe :

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Falecimento – Maria Clara Polezze Fernandes

Feira das Nações acontece neste domingo (23) na Praça do Daae

Ordem de Serviço para reforma da UBS do Santana será assinada neste sábado (22)

Agenda para curtir a cidade no final de semana (21 a 23 de junho)

Tem show nesta sexta no Sesc Araraquara

CATEGORIAS