Debate:

A vereadora Edna Sandra Martins está organizando para este mês, em nome da Câmara Municipal, um debate sobre a luta das mulheres em questões raciais, saúde e da terra.

O debate faz parte das comemorações sobre o Dia Internacional da Mulher e será realizado no próximo dia 24, às 19 horas, no auditório da Uniara (Centro Universitário de Araraquara).

Já confirmaram presença as deputadas federais Telma de Souza e Iara Bernardi; a sexóloga e ex-prefeita Marta Suplicy, e Kelli Mafort, da direção estadual do MST (Movimento dos Sem Terra).

“Como representante da Câmara na Comissão Organizadora do 8 de Março, achei fundamental que pudéssemos, entre outras atividades, promover um momento de reflexão sobre a condição de vida das mulheres. Queremos conscientizar as mulheres e, por isso, convidamos autoridades que desenvolvem papéis importantes em nível nacional”, disse.

A deputada Telma de Souza abordará a saúde das mulheres portadoras de HIV e sua luta pelos programas que defendem a integridade dos portadores dessa doença. A deputada Iara Bernardi, que também é presidente da Comissão Feminina na Assembléia e autora da lei que tipifica o assédio sexual como crime, tratará a questão da mulher na legislação. Ela defende uma legislação melhor elaborada para acolher ampla e eficazmente as mulheres.

Marta Suplicy falará sobre a importância dos programas que colocam a mulher como prioridade no governo federal, metas já conquistadas e outras em fase de implementação.

Interiorização

Para finalizar o debate, a assentada e membro da Direção Estadual do MST, Kelli Mafort, abordará a questão das mulheres assentadas, a reforma agrária e como a mulher tem sido inserida nesse espaço.

Há a possibilidade de a ministra da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Matilde Ribeiro, participar da promoção araraquarense. Caso a ministra não possa comparecer, os organizadores prometem outra palestrante para o tema.

Edna Martins finaliza dizendo que o fundamental é discutir e aprofundar políticas públicas no município. “A criação do Conselho da Mulher, proposto pelo Executivo e que dever ser votado nos próximos dias, cumprirá um papel importante neste momento de nossa região”, reforçou.

Compartilhe :

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Escola do Legislativo da Câmara promove curso sobre TDAH

O Brasil na crise do clima

A vida é assim mesmo

Biden joga a toalha. Recomeça a corrida presidencial nos EUA

Forme-se em Inteligência Artificial

CATEGORIAS