Curso de bioconstrução para pessoas em situação de vulnerabilidade social é sugerido à Prefeitura

0
65

Vereadora Filipa Brunelli (PT) entende que a bioconstrução pode ser a solução de parte dos problemas ambientais e habitacionais

Enxergando a necessidade de ofertar à população em situação de vulnerabilidade social alternativas de construção civil que vão ao encontro com a perspectiva do impacto ambiental positivo trazido pela bioconstrução, a vereadora Filipa Brunelli (PT) fez a Indicação nº 4.250/2021, no dia 27 de setembro, sugerindo à Prefeitura a oferta de um curso de bioconstrução para esse público.
“Por meio do curso, será possível disseminar aos moradores informações essenciais sobre a região, preservação ambiental, facilitando uma aproximação entre os moradores e o meio onde estes estão inseridos, contribuindo para a promoção da cidadania e do direito à cidade”, argumenta a parlamentar.
Para Filipa, “além do impacto positivo com relação ao meio ambiente, devido à facilidade de acesso às matérias primas necessárias para a bioconstrução, a mesma possui um custo acessível, fornecendo uma alternativa para que estes possam dar conta de construir e dar acabamento às suas residências, além de a capacitação profissional ser necessária para fazer desta uma fonte de renda para seu sustento”.

BIOCONSTRUÇÃO

A bioconstrução é uma forma de construir que tem como princípio causar o menor impacto ambiental possível. Isso é feito tanto na implantação, quanto na escolha dos materiais utilizados. Sua principal característica é o uso de materiais do próprio local. Assim, há uma diminuição dos gastos com fabricação e transporte e as habitações são construídas com custo reduzido oferecendo também conforto térmico.
O Ministério do Meio Ambiente disponibiliza de forma gratuita e on-line uma cartilha para que haja a capacitação e informação sobre o tema e suas metodologias. (Comunicação Social – Câmara Municipal de Araraquara)

Deixe uma resposta