CORRUPÇÃO EM NOSSO QUERIDO BRASIL

0
372
Penitenciária

Colaboração: João Luiz Ultramari

Começando pela classe política, dentre aqueles que estão vivos, estamos testemunhando presidentes e vice-presidentes da República que enfrentam – ou enfrentaram – processos judiciais. Recentemente, assistimos ao julgamento de um ex-presidente. Há também governadores e vice-governadores, alguns até mesmo usando tornozeleiras eletrônicas. Os senadores, deputados federais e estaduais, prefeitos, vice-prefeitos e vereadores não ficam de fora. Alguns estão presos, outros respondendo a processos e outros ainda foram cassados, como é o caso de Araraquara.

Sem mencionar aqueles que estão sendo investigados pelas comissões de ética, pois se tornou comum desacatar e ofender os colegas. Poucos são aqueles que honram os votos de seus eleitores. Esse é o cenário político que temos.

O mais interessante é a provável prevaricação de nossas autoridades em relação à instrução dos processos envolvendo políticos, aguardando a prescrição, o que raramente ocorre nas instâncias inferiores. O mais absurdo são as nomeações e os cargos de confiança, principalmente para parentes, esposas de políticos, amigos e colaboradores eleitorais, muitos deles com altos salários e sem a capacidade necessária para desempenhar as funções para as quais foram nomeados. E nada acontece.

Nos demais órgãos públicos – que são numerosos (federais, estaduais e municipais) – quantos estão sendo processados e continuam exercendo normalmente suas funções, inclusive impondo e ameaçando condições absurdas que estão sob sua responsabilidade? Nossa justiça também enfrenta problemas, com muitos afastados, aposentados, respondendo a processos e até mesmo presos. É importante lembrar que a maioria dos profissionais do sistema judiciário cumpre seus deveres, fazendo justiça e respeitando a legislação, especialmente a Constituição.

Há escassez de servidores públicos, enquanto em alguns órgãos públicos há excesso de funcionários, em outros há falta, e é a população que sofre com o andamento de seus problemas. Foram realizados muitos concursos para preencher essa defasagem, mas as convocações estão ocorrendo lentamente. A corrupção envolvendo o patrimônio público não pode prescrever, e todos os culpados devem ser punidos e responsabilizados pelos danos causados à nação. Infelizmente, isso não ocorre, muitas CPIs são criadas na esperança de que a verdade seja apurada e que os infratores sejam punidos.

Enfim, o povo brasileiro desconhece tantas irregularidades, corrupções e problemas em nosso querido Brasil, que tem todo o potencial para se tornar uma das grandes potências do mundo. No entanto, não estamos vendo mudanças, continuamos testemunhando gastos abusivos e futuros empréstimos absurdos em benefício de caloteiros, o que só piora a imagem do Brasil internacionalmente.

Como vimos pelos acontecimentos desta semana de manifestações em nosso país, até mesmo presidentes de outros países se posicionaram contra o atual presidente brasileiro. Houve agressões a jornalistas por parte da segurança de um presidente estrangeiro no Brasil. Precisamos manter pensamentos positivos para que tudo isso passe e para que nossas autoridades, homens honestos e cumpridores de seus deveres – que são a maioria – consigam direcionar o Brasil para o caminho certo.

Qual será o desfecho de tudo isso?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.