Coordenadora do PPG-DTMA da Uniara tem bionota de sua carreira publicada no site da Sociedade Brasileira de Sociologia

0
151

Texto discorre sobre a trajetória acadêmica da docente

Recentemente, a coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Territorial e Meio Ambiente – PPG-DTMA da Universidade de Araraquara – Uniara, Vera Lúcia Silveira Botta Ferrante, teve uma bionota de sua carreira publicada no site da Sociedade Brasileira de Sociologia – SBS. O conteúdo, que discorre sobre a trajetória acadêmica da docente, pode ser acessado no link https://bit.ly/3FWaOIL.
“A bionota foi aprovada pela diretoria científica da SBS, e a redação ficou a cargo de dois professores que orientei desde a iniciação científica até seus doutorados pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” – Unesp, o Luiz Antonio Barone e o Marcelo Alario Ennes. Essa homenagem com a bionota me deixou muitíssimo feliz. Nela, há todos os marcos da minha trajetória”, conta Vera.
Ela relembra que é professora titular aposentada da Unesp, “onde fiz toda a minha carreira acadêmica, em termos de titulação, e estou na Uniara desde 2000, a partir da organização do primeiro mestrado da universidade, que foi o de DTMA, e que já deu muitos frutos – cerca de 350 dissertações defendidas”. “Em 2015, tivemos o doutorado do Programa, e acredito que minha coordenação seja o trabalho mais importante que faço na Uniara, além de ser pró-reitora de pós-graduação stricto sensu”, relata.
Em sua trajetória acadêmica, Vera já orientou mais de cinquenta mestrandos e cerca de vinte doutorandos. “Também há uma boa produção de artigos e livros, e gostaria de destacar também o fato de eu ser coordenadora do Núcleo de Pesquisa e Documentação Rural – NUPEDOR, que tem, atualmente, quatro projetos, sendo dois financiados pela Fundação Nacional de Desenvolvimento do Ensino Superior Particular – FUNADESP, um pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq e um pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo – FAPESP”, completa.
Os projetos, de acordo com a professora, trazem inovações, “especialmente no investimento em produções de base agroecológica e na discussão dos dilemas dos assentamentos rurais”. “Vale ressaltar a importância que tem, para esses projetos e para a pesquisa em geral, o fato de a Uniara dispor de uma Fazenda-Escola, o que é extremamente louvável”, diz.
A coordenadora aproveita para mencionar que, há 25 anos, é pesquisadora 1A do CNPq, “o que é uma prova de reconhecimento de uma boa trajetória acadêmica”. “Além disso, sou do corpo editorial do periódico Retratos de Assentamentos, com classificação provisória A4 pelo Qualis da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES”, ressalta.
Vera reforça que, “com certeza, é uma vida de muito trabalho, mas também de muita gratificação”. “Acredito que a ciência tem um comprometimento de devolver à sociedade as suas produções, e eu me sinto feliz por ainda ter saúde para continuar essa trajetória”, finaliza.
Informações sobre o PPG-DTMA da Uniara podem ser obtidas no endereço www.uniara.com.br/ppg, pelo telefone (16) 3301-7126, pelo WhatsApp (16) 99708-8423 ou pelo e-mail [email protected]

(Assessoria de Imprensa – [email protected])

Deixe uma resposta