COLUNA GEPOL

0
443

Reportagem: Luigi Polezze

SOLUÇÕES

Levamos à direção da Associação Comercial e Industrial de Araraquara alguns questionamentos sobre a situação dos empresários de Araraquara:
– Qual motivo que levou a Casa Brasil e Amarelinha a fecharem?
– Desde começo da pandemia, existem estudos de quantas pequenas empresas e médias fecharam suas portas?
– Com o que a ACIA tem colaborado com o pequeno e médio empreendedor?
Até o momento do fechamento do Jornal, não obtivemos resposta. Ligamos algumas vezes cobrando o retorno, sem sucesso. São informações que a cidade quer saber.

BURACOS

Muitas reclamações chegam até nossa redação sobre o estado em que se encontram ruas e avenidas de Araraquara. Fizemos a pergunta para Prefeitura:
– Existe um cronograma para operação tapa buracos na cidade?

(PREFEITURA)
Sim, existe um cronograma da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos. Se você me passar o nome das ruas e avenidas que tem recebido reclamações eu posso te dizer se estão no cronograma, quando o serviço deve ser feito… se não tiver, as equipes podem inserir.

Passamos para assessoria a resposta:
Ruas que recebemos reclamações, mais recentes.
– Rua Bahia
– Avenida Antônio Lourenço Corrêa
– Rua Manoel Rodrigues Jacob
– Rua Carlos Gomes
– Avenida 22 de Agosto
– Rua Humaitá (moradores reclamam que já fizeram abaixo assinado e não foram atendidos)
– Rua Maria do Rosário G. Emirandetti – Bairro: Lupo 2
– Av. Moacir Fidenis – Bairro: Lupo 2
– Rua Tenente Joaquim Nunes Cabral, entre as Av. Martinho Rolfsen e Av. São Paulo – Bairro: Carmo

Resposta da Prefeitura:
De acordo com a Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos, os pontos mencionados receberam a operação tapa-buracos nos últimos meses. As demandas que chegam são incluídas no cronograma de serviço da pasta para serem atendidas.

Fica para os reclamantes a pergunta: estão satisfeitos com os serviços executados?

PREOCUPAÇÃO

A Europa e China estão na quarta ou quinta onda da pandemia. A Organização Mundial da Saúde (OMS) está preocupada e faz alerta: a cepa Ômicron pode não ser tão letal, mas é mais contagiosa. Portanto, a preocupação é possível superlotação de hospitais.
Na maioria dos municípios brasileiros, assim como Araraquara, não se preocupou em aproveitar o que foi usado durante o caos que tivemos no início da pandemia. Não aumentaram capacidade de atendimento definitivo de hospitais (e, consequentemente, leitos). Torçamos para que não precisemos de outros confinamentos (lockdown) para segurar a nova cepa.
Vamos nos vacinar, pois, segundo médicos, temos que aprender a conviver de forma diferente, mas continuar a vida. E a vacina, ainda, é a melhor alternativa, inclusive e especialmente, a dose de reforço frente a essa nova variante.

Quem nos acompanhou até aqui tenha um excelente final de semana e até a próxima, se Deus assim o permitir

Deixe uma resposta