Ciclo de Economia Solidária realiza pré-conferências em assentamentos

0
32

Atividades preparam a cidade para a II Conferência Municipal de Economia Solidária e Criativa

O Ciclo de Economia Solidária tem uma agenda movimentada nesta semana. A programação terá sequência nesta quinta-feira (26), às 14 horas, na Padoka, onde será realizada a Pré-conferência no Assentamento Monte Alegre e Bueno de Andrada. Já no dia 28, sábado, às 9h30, a Casa do Incra receberá a Pré-conferência no Assentamento Bela Vista. No mesmo dia, às 15 horas, a Escola Municipal de Dança Iracema Nogueira receberá a Pré-Conferência de Economia Solidária, com interação virtual. A escola fica na Av. Vicente Jerônimo Freire, 22, Vila Xavier.
Os eventos, que terão transmissão ao vivo pelo Facebook da Prefeitura, integram a agenda de atividades que preparam a cidade para a II Conferência Municipal de Economia Solidária e Criativa, marcada para os dias 17 e 18 de setembro.
A coordenadora executiva de Trabalho e Economia Criativa e Solidária de Araraquara, Camila Capacle, explica que a economia solidária passou a ter uma atenção especial da Prefeitura há duas décadas. “Em 2021 estamos completando 20 anos de políticas públicas de economia solidária aqui no município de Araraquara, que começaram a ser implantadas em 2001, quando o Edinho foi eleito prefeito pela primeira vez e começou a organização dos catadores que coletavam recicláveis no lixão e também dos ambulantes e de mulheres costureiras. Durante seus dois primeiros mandatos tivemos a organização do Programa Municipal de Coleta Seletiva Solidária com a cooperativa Acácia, tivemos a estruturação da Padoka no Assentamento Monte Alegre, tivemos a estruturação da Loja Solidária no Terminal de Integração, onde vários grupos puderam participar, entre outros projetos importantes que existem e resistem até hoje na cidade”, lembra.
Ela observa que atualmente esse setor se encontra em uma nova fase de desenvolvimento. “Estamos em um outro momento da economia solidária, que é o de fortalecimento dos empreendimentos e de uma tentativa de organização de uma rede entre esses empreendimentos, para que eles possam comercializar e consumir uns dos outros, e também se fortalecerem, não só economicamente, mas politicamente também, e assim possamos avançar nas legislações na legalização das compras públicas, o que ainda é um grande desafio para o nosso município e para todo o Brasil”, avalia.
Camila salienta que Araraquara passou por vários avanços nesse setor e que a cidade conta atualmente com 22 empreendimentos econômicos solidários. “Vivemos esse momento de maturidade por um lado, mas também de necessidade e ousadia, para que possamos estruturar uma nova economia e que essa economia, com base na autogestão dos trabalhadores, na democracia participativa e na cooperação e solidariedade, seja de fato sustentável. E a Conferência Municipal vem justamente de encontro com esse momento de maturidade em que precisamos buscar formas de fortalecer os empreendimentos e estruturar essas cooperativas e associações”, acrescenta.
Ana Patricia Ferreira da Silva, gerente de Economia Criativa e Solidária, explica que os eventos da programação estreitam as relações entre os empreendedores e o poder público municipal. “Com as pré-conferências, queremos garantir a escuta, a aproximação e a acolhida dos diferentes grupos e empreendimentos, para a elaboração de políticas públicas que garantam a geração de trabalho e renda de forma solidária. Acreditamos que uma outra economia é possível e a escuta é uma das etapas dessa construção”, aponta.
Neste ano, o tema da Conferência Municipal de Economia Solidária é: “O fortalecimento das economias solidária, criativa e social na geração de renda: formação de redes de produção, comercialização e consumo consciente”. A programação foi dividida em Ciclo de Economia Criativa, Ciclo de Economia Solidária e Ciclo de Economia Social e Temas Transversais.
A agenda é pensada e desenvolvida pela Comissão de Organização da II Conferência Municipal de Economia Solidária e Criativa, que conta com o trabalho da Secretaria Municipal de Trabalho, Desenvolvimento Econômico e Turismo – CETECS (Coordenadoria de Trabalho e de Economia Criativa e Solidária), Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Participação Popular (Coordenadoria de Participação Popular) e Casa dos Conselhos Municipais. A conferência conta com suas inscrições abertas e os interessados devem acessar o link: bit.ly/economiasolidariacriativa.

II CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE ECONOMIA SOLIDÁRIA E CRIATIVA

“O fortalecimento das economias solidária, criativa e social na geração de renda: formação de redes de produção, comercialização e consumo consciente”

17 e 18 de setembro de 2021
Escola Municipal de Dança Iracema Nogueira
Av. Vicente Jeronimo Freire, 22 – Vila Xavier, Araraquara – SP, 14810-038

PROGRAMAÇÃO GERAL – CICLOS DE PRÉ-CONFERÊNCIAS

• CICLO DA ECONOMIA SOLIDÁRIA – de 23 a 28 de Agosto

26/8 – 14h – Padoka
Pré-conferência no Assentamento Monte Alegre e Bueno de Andrada

28/8 – 9h30 – CASA DO INCRA
Pré-conferência no Assentamento Bela Vista

28/8 – 15h00 – Escola Municipal de Dança Iracema Nogueira
Pré-Conferência de Economia Solidária
Com interação virtual

• CICLO DA ECONOMIA SOCIAL E TEMAS TRANSVERSAIS – de 9 a 15 de Setembro

09/9 – 8h30 – Espaço Kaparaó
ENCONTRO sobre Inclusão Produtiva e Social com beneficiários do PIIS

09/9 –18h30 – Escola Municipal de Dança Iracema Nogueira
Pré-Conferência de Economia Social e Temas Transversais (inclusão social e produtiva, saúde mental, direitos humanos e sustentabilidade)
Com interação virtual

13/9 – 19h00 – LIVE
MESA REDONDA “A transversalidade temática e as múltiplas possibilidades da economia solidária, social e criativa”

II CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE ECONOMIA SOLIDÁRIA E CRIATIVA
17 e 18 de setembro – Escola Municipal de Dança Iracema Nogueira
Com interação virtual

17/9 – sexta-feira – 19h00
– 19h00 – Abertura oficial – Mesa de abertura –
– 20h00 – MESA REDONDA “O fortalecimento das economias solidária, criativa e social na geração de renda: formação de redes de produção, comercialização e consumo consciente”
Com transmissão ao vivo

18/9 – sábado – das 8h30 às 17h00 – Plenária
– 08h30 – Abertura do plenário e aprovação do Regimento Interno da Conferência;
– 9h30 às 16h00 – Leitura coletiva, debate, alterações e aprovação do Documento Base;
– 12h00 – 13h30 – almoço

(SECRETARIA MUNICIPAL DE COMUNICAÇÃO – PREFEITURA DE ARARAQUARA)

Deixe uma resposta