Cemitério São Bento arrecadou R$ 1,7 milhão com serviços funerários

0
130

Referentes aos anos de 2020 e 2021, valores foram informados após requerimento do vereador Rafael de Angeli (PSDB)

Em 2018, o vereador Rafael de Angeli (PSDB) apresentou o Requerimento nº 1.677, juntamente com o ex-vereador e atual secretário municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade, José Carlos Porsani, solicitando informações a respeito de furtos e depredações ocorridas no Cemitério Municipal São Bento. Na ocasião, os parlamentares questionaram se a Prefeitura estava tomando providências e ações para sanar os danos e inibir as invasões frequentes no local.
Em resposta, o Executivo informou que uma conta bancária específica estava sendo aberta, na qual todos os valores arrecadados com serviços prestados seriam aplicados no gerenciamento dos cemitérios, principalmente na segurança, e que a construção de um novo muro e a colocação de concertina já estavam em planejamento.
No ano seguinte, o Requerimento nº 1.426 indagava sobre a conta bancária aberta, específica para a gestão dos cemitérios municipais e os valores arrecadados. Na resposta, a administração municipal explicou que rondas diárias estavam sendo realizadas pela Guarda Civil Municipal, principalmente no período noturno. Informou ainda que não havia sido aberta a conta específica para o recebimento de arrecadações de serviços funerários, mas que o montante dos valores recebidos entre os dias 1º de janeiro e 30 de novembro de 2019, e que estavam sendo depositados em uma conta de livre movimentação, era de R$ 918.113,13.
Porém, constatando que o cemitério ainda continuava sendo alvo de furtos e vandalismos, o vereador apresentou um novo requerimento, pedindo uma série de informações à Prefeitura. O parlamentar questionou quais os valores orçados para a construção do novo muro para o Cemitério Municipal São Bento e para a instalação de concertina; o total arrecadado com serviços funerários no período de 1º de janeiro de 2020 até o momento; e por qual motivo não foi iniciada nenhuma melhoria na parte de segurança do cemitério, já que somente no ano de 2019 o valor recebido foi de R$ 918.113,13.
Em nova resposta, três secretarias municipais forneceram informações: a de Obras e Serviços Públicos, a de Cooperação dos Assuntos de Segurança Pública e a de Governo, Planejamento e Finanças.
A coordenadora executiva de Serviços Públicos, Renata Bratfisch, informou que o valor orçado para a construção do novo muro e instalação de concertina é de R$ 1.210.004,06. Ela explicou que foi formalizada a solicitação de rondas diurnas e noturnas e, em 2021, a iluminação interna e externa foi substituída por lâmpadas de LED, ressaltando que “a iluminação inibe a ação de vandalismo e roubo”. (Comunicação Social – Câmara Municipal de Araraquara)

Deixe uma resposta