Cardiologistas defendem medição de colesterol em crianças e adolescentes

0
141
Foto: Internet

8 de agosto é o Dia Nacional de Combate ao Colesterol Elevado e a data é mais um pretexto para a SOCESP promover uma série de ações para alertar sobre a importância da dosagem do colesterol

Recentemente a Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo – SOCESP – encaminhou ao Ministério da Saúde um documento contemplando uma série de ações que podem ser adotadas pelo Governo Federal para o combate às mortes por doenças crônicas não transmissíveis, responsáveis por mais de 70% dos óbitos no país.
Entre as propostas constantes no documento, o rastreamento lipídico ou medição do colesterol em crianças e adolescentes. E não é para menos: de acordo com o Estudo de Riscos Cardiovasculares em Adolescentes (ERICA), a presença de colesterol alto na infância e na adolescência tem-se mantido entre 30-40%. “É um equívoco associarmos ´colesterol alto´ às patologias ´de adultos´ quando, na verdade, a ocorrência da síndrome nas primeiras fases da vida é bastante significativa”, esclarece Maria Cristina Izar, diretora de Promoção e Pesquisa da SOCESP.
Segundo a cardiologista, o recomendado é que a dosagem do perfil lipídico seja feita a partir dos 10 anos, de maneira geral. Porém, quando houver história familiar precoce para aterosclerose (como o infarto ou o acidente vascular cerebral) algum fator de risco cardiovascular ou sinal clínico compatível com dislipidemias primárias graves em crianças menores, a medição deve acontecer a partir dos 2 anos. “Entre as ações estratégicas propostas pela SOCESP para a promoção da saúde no âmbito governamental, a sugestão para as autoridades sanitárias é regularizar serviços de detecção, acompanhamento e controle de dislipidemia em adultos e crianças assintomáticos nos diferentes níveis de atenção do SUS, desonerando o Estado dos custos dos tratamentos de doenças cardiovasculares (DCVs) e promovendo a vida”, ressalta a especialista. (Doc Press Comunicação e-mail: [email protected])

Deixe uma resposta