“Canal Direto” com Eliana Honain aborda ações da Prefeitura no combate à dengue

0
159

Secretária de Saúde participa de bate-papo nesta segunda-feira (14), com transmissão ao vivo pelo Facebook e trata sobre o Centro de Atendimento a sintomáticos de dengue

Nesta segunda-feira, às 17h30, a secretária de Saúde, Eliana Honain, participará ao vivo do Canal Direto com a Prefeitura, atração oferecida pela Prefeitura de Araraquara, através da Secretaria de Comunicação, no Facebook oficial, com o objetivo de sanar dúvidas dos moradores ao vivo em relação à gestão municipal. O tema do bate-papo será a atuação do governo municipal para conter o avanço da dengue e as ações de assistência às pessoas com sintomas da doença em Araraquara.

A entrevistada, que responderá ao vivo às perguntas dos internautas, também irá falar sobre o atendimento a pacientes de dengue que passará a ser feito no o Hospital da Solidariedade. O serviço, que seria oferecido a partir desta quarta-feira (16), foi antecipado para esta terça (15). O local contará com consultas, exames e reidratação. O serviço funcionará diariamente, inclusive finais de semana e feriados, das 7h às 19h.

Em virtude disso, e devido à queda na procura de pacientes suspeitos de Covid-19, a testagem para coronavírus deixará de ser feita no hospital de campanha a partir desta terça — os atendimentos de Covid-19 permanecem na UPA da Vila Xavier, como ocorreu em toda a pandemia, 24 horas por dia.

Vale lembrar que a UPA Central também realiza o atendimento de casos suspeitos de dengue 24 horas por dia. A partir de quarta-feira, no período em que o hospital de campanha estiver fechado (entre 19h e 7h), os pacientes devem procurar a UPA Central.

Para enviar uma pergunta, basta postar nos comentários do vídeo, que ficará disponível para visualização no Facebook após a transmissão.

Prevenção

Somente em fevereiro, de acordo com a Vigilância Epidemiológica, as equipes de combate à dengue recolheram 21 toneladas (21.000 kg) de materiais inservíveis nas residências visitadas. São objetos e outros resíduos que não estavam sendo utilizados pelo morador e foram retirados com autorização do proprietário da casa.

Em média, são visitadas 30 mil casas por mês. Em metade delas o trabalho não é concluído por falta de autorização para a entrada. As equipes inclusive fazem horário estendido (noturno) e plantões aos sábados.

Segundo a Vigilância, o ano de 2022 (até o início de março) registra 562 casos confirmados de dengue. O índice deste ano está muito aquém do registrado em 2019, quando o município enfrentou uma epidemia. Naquela oportunidade, 23.134 casos foram registrados no ano inteiro e 16.911 entre janeiro e março. Porém, o índice deste ano está acima do registrado no ano todo de 2021.

Nesta semana, dois óbitos causados pela dengue foram registrados em Araraquara. O caso suspeito mais recente, de uma mulher de 39 anos, foi analisado pelo SVO (Serviço de Verificação de Óbito) e confirmado para dengue. A Prefeitura lamenta o óbito, solidariza-se com a família e abriu sindicância para investigar os fatos.

Os sintomas de dengue são febre, dor no corpo, dor de cabeça, dor atrás dos olhos e manchas pelo corpo. No momento em que o paciente procurar o atendimento, ele deve levar RG, Cartão SUS e um comprovante de endereço com CEP.

SECRETARIA MUNICIPAL DE COMUNICAÇÃO
PREFEITURA DE ARARAQUARA

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.