“Canal Direto com a Prefeitura – Especial Fim de Ano” entrevista diretor executivo da Fundart

0
115
Foto: Pedro Junqueira - Weber Fonseca participou do Canal Direto com a Prefeitura - Especial Fim de Ano.
Weber Fonseca falou sobre as ações de destaque realizadas ao longo de 2023 e revelou projeções para 2024

O “Canal Direto com a Prefeitura – Especial Fim de Ano” teve sequência nesta quarta-feira (13) com o balanço de 2023 de mais um órgão da administração municipal. Dessa vez, o entrevistado foi Weber Fonseca, diretor executivo da Fundação de Arte e Cultura do Município de Araraquara, a Fundart.

O convidado falou sobre como a Secretaria de Cultura e a Fundart democratizam a cultura no município. “A Secretaria de Cultura tem um calendário, com políticas públicas de fusão, de arte e cultura, em parceria com a Fundação de Arte e Cultura, que é a Fundart, onde se consegue fazer o financiamento e a aplicação desse calendário. E tem alguns pontos importantes a serem citados. Todas as linguagens artísticas basicamente são contempladas em programas e editais, incluindo o Patrimônio Histórico. Temos as Oficinas Culturais, um programa fundamental na cidade que atende todo o Território em Rede, que é uma política pública na nossa gestão. Então conseguimos fazer um trabalho de difusão, de educação artística, em todo o Território da nossa cidade, seja na área central, nos equipamentos culturais do município, como bibliotecas e museus, ou em outras instituições, escolas, praças, sempre fazendo parcerias com outras secretarias, sempre com a Educação, o Desenvolvimento Econômico, nesse fenômeno de feiras de economia criativa que temos na cidade, com uma programação cultural que também é apoiada pela Secretaria Municipal de Cultura e Fundart”, salientou.

Ele destacou a atuação da Fundart no desenvolvimento dos eventos culturais do município. “Basicamente, todo o calendário da Secretaria de Cultura é apoiado pela Fundart e também outros projetos que são apresentados por artistas e produtores culturais ao longo do ano passam pelo Conselho de Cultura e nós apoiamos de forma individual, digamos, para além do calendário. Quando pegamos o calendário de arte e cultura na cidade, ele é apoiado basicamente, em sua totalidade, pela Fundart. É claro que tem outros programas que são diretamente da Secretaria de Cultura, mas no geral trabalhamos nessa parceria entre as duas instituições”, reforçou.

Ele citou ainda um evento que, para ele, teve grande destaque neste ano. “Para nós, que trabalhamos neste âmbito tão fundamental no nosso cotidiano, é muito difícil destacar uma atividade. E muitas atividades são programas, então todos os anos elas estão acontecendo, como o Carnaval, o Festival de Dança, a Semana Luiz Antônio Martinez Corrêa. Sem privilégio de um ou de outro, pois temos muito carinho por todas, mas destaco uma ação inédita, que é o chamado Caminhos de Loyola. Foi um projeto apresentado pela Academia Araraquarense de Letras. Nele, mapeamos na cidade 12 lugares com placas,  em braile, com acessibilidade também auditiva, contando a história da vida desse imortal da Academia Brasileira de Letras, que é o Ignácio de Loyola Brandão, um araraquarense. Ele fez o texto, ele gravou o áudio e isso é o que existe de mais democrático porque está na via pública. Basta a pessoa sair para caminhar, encontrar a placa, buscar esse roteiro, e com acesso por um código no Spotify da Prefeitura, é possível ouvir o Ignácio narrando essa trajetória de vida dele. Isso é muito simbólico, porque temos um bem cultural espalhado e tantas outras cidades do mundo tem isso. É um privilégio e uma coisa muito importante que conseguimos produzir”, avaliou.

Ele também pontuou dois projetos que brilharam neste ano. “Quando vemos que temos uma cidade no estado de São Paulo e nós, como gestores, acompanhamos a programação cultural do estado, sabemos que somos muito privilegiados por conta da capacidade de recursos que temos e da quantidade de linguagens que  atendemos. Todas são muito afetivas, mas eu vou destacar dois projetos, que são esses que chegam para nós da Secretaria e da Fundart. Um é o Viola na Praça, do seu Luiz Palombo, que traz a cultura da viola caipira, aos domingos, todo segundo domingo do mês na Praça das Bandeiras. É surpreendente o público intergeracional que está presente ali, em um horário em que não somos acostumados. Quando pensamos em um espetáculo, pensamos à noite. Esse acontece aos domingos de manhã, acontecendo e valorizando a viola caipira, a catira, entre outras linguagens dessa área. Foi muito significativa a retomada. E temos o choro do Carmo, do Pedro Luiz Freitas, aos sábados de manhã, na Praça do Carmo, em um espaço muito específico, quase atrás da igreja, com feira de economia criativa acompanhando e valorizando essa linguagem que está em uma grande difusão em muitas cidades no interior e litoral do estado de São Paulo. Então são dois projetos que cultivei com bastante afeto estando diretor executivo na Fundart”, revelou.

Sobre as projeções para 2024, ele prevê mais sucesso pela frente. “O calendário vai ser reproduzido e teremos os eventos clássicos que já são programas da Secretaria. Vamos pensar nas Oficinas Culturais, que atendem 3.820 pessoas em todas as regiões da cidade. Vamos pensar em como ampliar isso, já que é muito significativo. Vamos receber novos projetos e poder ir ampliando essa capacidade de atender ao anseio e ao desejo de ter a arte e a cultura participando da vida de todas as pessoas”, acrescentou.

Weber encerrou sua participação com uma mensagem de gratidão. “Agradeço a população que prestigia os nossos eventos. Nada mais incrível, para quem está na gestão pública e para quem é da arte e da cultura, do que ter a população junto de nós. Então deixo um agradecimento a esse grande público que tivemos em tantos eventos ao longo de 2023 e que esse público aumente, esteja presente junto conosco, porque sem arte e cultura, certamente não temos uma vida tão feliz”, concluiu.

Ao vivo

O “Canal Direto com a Prefeitura” vai ao ar de segunda a quinta-feira, às 12h30, ao vivo na página da Prefeitura no Instagram. A íntegra dos programas fica disponível para visualização no próprio Instagram, no Facebook e em outras plataformas digitais, incluindo o formato de podcasts.

SECRETARIA MUNICIPAL DE COMUNICAÇÃO
PREFEITURA DE ARARAQUARA

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.