Campanha arrecada 780 quilos de resíduos eletrônicos

0
133

O material arrecadado foi encaminhado para a Oficina de Resíduos Eletroeletrônicos da Casa Cairbar Schutel

A 10ª Campanha de Coleta Seletiva de Resíduos Eletroeletrônicos, realizada no último sábado (30), na Praça Pedro de Toledo, arrecadou um total de 780 quilos de resíduos. O evento foi realizado pela Prefeitura Municipal de Araraquara, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade, em parceria com o DAAE, Casa Cairbar Schutel e Coletivo Lixo Zero Araraquara e fez parte da II Semana do Lixo Zero Araraquara.
Segundo balanço divulgado pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Sustentabilidade, 61 pessoas participaram da campanha arrecadando um total de 780 quilos de resíduos.
Foram arrecadados os seguintes resíduos: TV (13), Carregador (11), Notebook (5), Fone de ouvido (16), Celulares (61), Barbeador (2), Aspirador (4), Sanduicheira (1), Vídeo Cassete (11), Impressora (14), Teclado (9), Tablet (1), Mouse (3), Alarme (5), Depurador de ar (1), Cooler (1), Bateria (7), Caixa de som (5), Toner (10), Aparelho de CD (2), Liquidificador (3), Placa de vídeo (2), Lanterna (2), Ferro Elétrico (5), Cortador de Garrafa (1), Antena (3), Microonda (6), CPU (5), Monitores (6), Furadeira (1), Máquina fotográfica (2), Conversor (2), Umidificador (1), Bebedouro (2), Aparelho de Som (1), Ventilador (1), Pilhas (31), HD interno (1), Cartucho (1), Calculadora (1), Panificadora (1), Chuveiro (1), extensão (1), Cabos (77), Filtro de linha (1), Modem (3), Fonte (1), Computador (1), Repetidor de Sinal (1), Raquete elétrica (1), GPS (2), CD (20) e Enceradeira (1).
De acordo com o gerente de Planejamento, Sustentabilidade e Educação Ambiental, Valter Iost, o objetivo da ação é contribuir com a preservação dos recursos naturais, evitar o descarte incorreto de resíduos e estimular à coleta seletiva, além de colaborar com o programa da Casa Cairbar Schutel “Oficina de Resíduos Eletroeletrônicos”, através do aumento da receita.
“Por meio da desmontagem e comercialização dos produtos extraídos dos aparelhos, de modo a transformar resíduos em recursos, gerando rendas aos pacientes selecionados para o referido trabalho, bem como, para sua dinâmica familiar, lhes ensinado uma nova profissão e consequentemente a possibilidade de reintegração ao mercado de trabalho”.
Segundo Valter, uma característica dessa campanha foi a diminuição da coleta dos televisores de tubo e o grande número de celulares. “As metas e objetivos da campanha foram alcançados, o que pode ser demonstrado pela quantidade de materiais coletados e número de pessoas que participaram”. (Secretaria de Comunicação – Prefeitura de Araraquara)

Deixe uma resposta