Caminhada celebra o Dia Mundial de Conscientização do Autismo

0
111

Atividade será realizada neste sábado, 2 de abril, e sairá do Parque Infantil em direção à Prefeitura

 Neste sábado, 2 de abril, a partir das 8h, será realizada a tradicional caminhada para celebrar o Dia Mundial de Conscientização do Autismo, que sairá do Parque Infantil até a Prefeitura de Araraquara. O evento é organizado pela Associação de Pais e Amigos dos Autistas de Araraquara (Ampara) com apoio da Prefeitura e visa sensibilizar a população e dar visibilidade à condição, que afeta cerca de 2 milhões de pessoas somente no Brasil.

A organização do evento pede que os participantes se vistam de branco ou com o azul, que é a cor que simboliza a data, pois o autismo é mais comum em meninos. A Prefeitura irá disponibilizar um trenzinho para transportar as pessoas com dificuldade de locomoção.

O Dia Mundial de Conscientização do Autismo foi estabelecido em 2007, com o objetivo de difundir informações para a população sobre o Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) e assim reduzir a discriminação e o preconceito que cercam as pessoas afetadas pelo transtorno. A caminhada acontece em nosso município desde 2017, porém não foi realizada nos últimos anos por conta da pandemia. A Ampara, no entanto, não deixou de conscientizar a população através das redes sociais.

Karina Maia, gestora do Centro Municipal de Referência do Autismo, destacou a relevância da ação. “O objetivo da caminhada é mostrar para todas as pessoas da cidade que existem autistas e que eles precisam ser respeitados, trazer mais conhecimento sobre o TEA, além de eliminar o preconceito. A inclusão ainda é um ponto importante a ser tratado em todos os ambientes que ele convive. No entanto, o tema deste ano do Dia Mundial de Conscientização do Autismo é ‘lugar de autista é em todo lugar’, explica.

O coordenador de Direitos Humanos da Prefeitura, Renato Ribeiro, fala sobre o intuito da caminhada. “O ato é uma forma de mostrar para a sociedade que essa população existe e que tem suas pautas e seus direitos. Vale ressaltar que o município de Araraquara é referência nacional com uma série de políticas públicas voltadas para essa população, tendo como principais avanços a existência de um Centro de Referência Municipal totalmente gratuito e a Carteirinhas de Identificação da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista”, salienta.

Centro de Referência do Autismo

A Prefeitura de Araraquara foi responsável, em agosto de 2020, pela implantação do Centro Municipal de Referência do Autismo, que atende atualmente 90 pacientes em acompanhamento semanal nas diversas terapias ofertadas. Habilitado pelo Ministério da Saúde em uma região que engloba cerca de um milhão de pessoas, a unidade funciona no Jardim Dom Pedro I, ao lado do Centro Especializado em Reabilitação (CER), que é responsável pela gestão do espaço e é vinculado à Secretaria Municipal de Saúde.

Esse é o primeiro Centro de Referência do Autismo do estado de São Paulo, 100% SUS (Sistema Único de Saúde) e o trabalho de acolhimento, orientação e atendimento é o diferencial da unidade que oferece atendimento multiprofissional especializado a crianças, jovens e adultos. Além de um trabalho centrado na família, o local oferece também formações aos cuidadores e conta com uma equipe multidisciplinar, como fonoaudiólogo, terapeuta ocupacional, psicólogo e neurologista.

O Centro é resultado do projeto elaborado pelo grupo de trabalho instituído em abril de 2017, que reúne representantes das secretarias municipais de Saúde, Assistência e Desenvolvimento Social, Educação, e Planejamento e Participação Popular, além da sociedade civil organizada. Os pacientes chegam para diagnóstico e tratamento por meio de encaminhamento das unidades básicas de saúde.

Quem desejar entrar em contato com o Centro Municipal de Referência do Autismo pode enviar um e-mail para o endereço centrodoautismo@araraquara.sp.gov.br ou ligar para o número (16) 3335-9463, de segunda a sexta, das 7h às 18h.

Cartilha

A Carteira de Identificação da Pessoa com Transtorno do Espectro do Autismo foi lançada pela Prefeitura no ano passado e na mesma ocasião foi apresentada a cartilha “Autismo e Isolamento Durante a Pandemia”, elaborada pela Coordenadoria de Direitos Humanos em parceria com o Centro Municipal de Referência do Autismo, com o objetivo de oferecer subsídios às famílias das crianças com TEA no período de isolamento social, buscando instrumentalizar as famílias para que elas consigam implementar uma rotina de atividades terapêuticas dentro de casa.

O e-book da cartilha pode ser acessado neste link: bit.ly/cartilha_tea

Cartazes da CIPTEA

A Prefeitura, por meio da Coordenadoria Executiva de Direitos Humanos e da Coordenadoria Executiva de Defesa do Consumidor, realizou no mês de fevereiro a distribuição de cartazes com informações sobre a CIPTEA. O informativo, exposto em supermercados, bancos, farmácias, bares, restaurantes e lojas, também pede que o estabelecimento faça a adequação de seu espaço e insira o símbolo da consciência do autismo, que é a fita do quebra-cabeça, imagem que foi adotada em 1999.

O cadastro para a Carteira de Identificação da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista (CIPTEA) pode ser feito neste endereço: bit.ly/ciptea_araraquara. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (16) 3335-9563.

O espectro autista

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), a estimativa é de que 70 milhões de pessoas convivam com autismo em todo o mundo, sendo 2 milhões somente no Brasil. O transtorno é caracterizado por dificuldades na socialização, na comunicação e no comportamento. As causas do autismo são desconhecidas e não existe cura, mas, quando diagnosticado precocemente, existem mais chances de melhora do quadro e do desenvolvimento da criança.

SECRETARIA MUNICIPAL DE COMUNICAÇÃO
PREFEITURA DE ARARAQUARA

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.