Bueno de Andrada recebe roda de conversa do Setembro Amarelo

0
48

Mês de Prevenção ao Suicídio conta com atividade marcada para esta sexta-feira, às 10 horas

O Setembro Amarelo, campanha realizada pela Prefeitura de Araraquara por meio da Secretaria Municipal de Saúde durante o mês que é dedicado à prevenção do suicídio, tem sequência nesta sexta-feira (24), às 10 horas, com uma roda de conversa na Estratégia de Saúde da Família (ESF) “Dr. Nilo Rodrigues da Silva”, em Bueno de Andrada. Os convidados do encontro são a médica psiquiátrica Katia Comito e a técnica de enfermagem Silvia Mara de Oliveira, ambos do CAPS II (Centro de Atenção Psicossocial, para pacientes com transtornos mentais).
Também nesta sexta, será realizada uma roda de conversa às 13h30 no CAPS-AD (para pacientes em uso de substâncias psicoativas), que fica localizado na Avenida Professor Sebastião de Almeida Machado, 493, no bairro Santa Angelina. O encontro será comandado pelos profissionais da unidade e será voltado aos pacientes do local.
A programação do Setembro Amarelo em Araraquara teve início no último dia 10 e já contou com rodas de conversa no Cecap, Maria Luiza, Vila Biagioni e Jardim Iedda, além de uma palestra na penitenciária. Além do CAPS II e do CAPS-AD, participam da campanha o CRASMA (Centro de Referência Ambulatorial de Saúde Mental Adulto) e o Espaço Crescer (para crianças e adolescentes). Os profissionais dessas unidades disponibilizarão rodas de conversa sobre o tema para todas as equipes da Atenção Básica, nos horários de reuniões, e também serão ministradas palestras sobre o assunto.
Vale destacar que o suicídio é uma triste realidade que registra cada vez mais casos e cerca de 96,8% dos casos estavam relacionados a transtornos mentais. Em primeiro lugar está a depressão, seguida do transtorno bipolar e abuso de substâncias. A situação se agravou ainda mais durante a pandemia da Covid-19, principalmente entre os jovens. Um estudo recente da Pfizer aponta que 39% das pessoas entre 18 e 24 anos estão com saúde mental ruim neste período. Porém, mesmo que o assunto ainda seja tabu, a divulgação de informações sobre o tema é uma das principais formas de combater o problema.
O Setembro Amarelo teve início no Brasil em 2015 e foi resultado de um trabalho entre o Centro de Valorização da Vida (CVV), o Conselho Federal de Medicina (CFM) e Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP). Em Araraquara, outros eventos da programação serão definidos e divulgados nos próximos dias. Em todas as atividades, os participantes recebem um lacinho amarelo, que é o símbolo da campanha.
O Departamento Autônomo de Água e Esgoto de Araraquara (DAAE) também alerta sobre o assunto durante todo o mês de setembro, quando estampa nas contas de água a frase ¨Você não está sozinho. Procure ajuda! ligue 188¨. A mesma inscrição foi estampada em faixas que foram espalhadas em diversos pontos de movimento da cidade, por iniciativa da Câmara Municipal.

(SECRETARIA MUNICIPAL DE COMUNICAÇÃO – PREFEITURA DE ARARAQUARA)

Deixe uma resposta