Auxiliares extrafísicos

Os Amparadores Extrafísicos são as consciências que já passaram pela morte física, ou seja, descartaram seus corpos humanos, e que se dedicam no auxílio às consciências humanas em prol do amadurecimento consciencial e do cumprimento das programações de vida. Popularmente, são conhecidos por expressões advindas das crendices, folclores e misticismos tais como: “anjos da guarda”, “anjos protetores”, “guias”, “mentores espirituais”. Uma das contribuições da Conscienciologia é justamente desmistificar a abordagem que popularmente se atribui aos amparadores e seus modos de atuação através de um enfoque científico.

O professor Tony Musskopf coordena o Centro de Pesquisas Conscienciológicas do IIPC. Ele explica que estes Amparadores patrocinam uma série de “mordomias” ao seu amparando, tais como estas 6:

1. Assistência. Assistência que pode ser implícita, sutil, intangível ou indireta. Exemplo: uma sugestão ou inspiração a respeito de uma idéia durante uma tomada importante de decisão. Ou então explícita, escrachada, óbvia, tangível ou direta. Exemplo: o menino que sofre um acidente de carro, cai da Ponte Rio-Niterói (40 metros de altura) e, sem saber nadar, sobrevive e é resgatado minutos após (moratória existencial). Onde surge um amparador extrafísico, há serviço assistencial sendo executado.

2. Encontros. Promover os chamados encontros de destino entre 2 ou mais pessoas que precisam cumprir suas programações existenciais em conjunto (sincronicidades). Infelizmente, muitas vezes perdemos oportunidades valiosas que os amparadores criam em nossas vidas.

3. Projeções. Promover projeções conscientes educativas, ou despertamentos extrafísicos marcantes para a pessoa. As projeções conscientes nos colocam frente a frente com nossos amparadores.

4. Energias. Apoio, suporte ou cobertura energética em situações importantes, difíceis ou complexas para o amparando. Muitas vezes nestas situações o amparando pode sentir-se mais confiante, forte energeticamente, taquipsíquico, e com seu parapsiquismo ampliado. Os amparadores não estão presentes só em situações boas, mas principalmente em situações críticas.

5. Lucidez. Aumento da lucidez, do discernimento, da visão de conjunto, das variáveis multidimensionais, multimilenares, energéticas e conscienciais. Por exemplo: durante a tomada de uma decisão ou durante uma conversa importante com alguém.

6. Inspirações. Transmissão de idéias, conhecimentos, soluções para problemas, insights, e outras sugestões intuitivas, das mais simples às mais complexas. Exemplos: “Vá por esta rua, e não aquela”. Ou então: “Invista em um posicionamento firme durante o cotidiano para abrir os seus caminhos”.

Daniel Muniz é jornalista e professor de Conscienciologia.

Mais informações: Fone: 3339-2712

Compartilhe :

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Plano de recapeamento avança no Jardim Universal

Seguem em andamento obras da unidade de saúde do Santana

95% dos aposentados desconhecem senha do aplicativo Meu INSS

O que acontece com as dívidas quando alguém morre?

Alimentação x Saúde Cerebral: entenda a relação

CATEGORIAS