Atleta do Sesi Araraquara é campeã de enterradas do Jogo das Estrelas da LBF

0
95
Foto: João Pires (LBF) - Juliana sagrou-se bicampeã do Torneio de Enterradas.
Juliana, que conquistou o título pela segunda vez, brilhou no evento festivo realizado no Rio de Janeiro

A Arena Carioca 1, no Parque Olímpico do Rio de Janeiro-RJ, recebeu neste domingo (19) a sétima edição do Jogo das Estrelas, festa que celebra a temporada da Liga de Basquete Feminino (LBF), com uma programação durante todo o dia. Entre as atrações do evento estava o Torneio de Enterradas, que sagrou a ala/pivô Juliana, do Sesi Araraquara, como a grande campeã.

Essa foi a segunda conquista da atleta, que foi campeã de enterradas em 2019, na edição realizada no Gigantão, em Araraquara, quando defendia o São Bernardo. Juliana levou cinco notas 10 da arbitragem na decisão sobre Lê Lisboa, do Sampaio Basquete, e trouxe a taça para Araraquara. Também participam da disputa as jogadoras Bianca (AD Santo André), Raphaella Monteiro (Ituano Basquete), Manu de Oliveira (Vera Cruz Campinas), Nicolle Chirinda (Sport/Glória do Goitá), Lô Milton (Bebidas Poty/ Tietê/ BAX Catanduva) e Gabriellem (Ituano Basquete).

O desafio contou com o júri composto pelo técnico da seleção brasileira de basquete, José Neto, e pelos quatro treinadores, donos de uma rica história na modalidade, que comandaram os quatro times do Jogo das Estrelas: Arilza Coraça, Antonio Carlos Barbosa, Antonio Carlos Vendramini e Edson Ferretto.

Outras disputas

Nas Habilidades, a vitória foi da vencedora da última edição, em 2019. A cubana Ineidis Casanova, do Sport/Glória do Goitá, foi a mais rápida e desbancou Cacá (Ituano Basquete) na primeira rodada, Natalia (Bebidas Poty/ Tietê/ BAX Catanduva) nas semifinais, vencendo Beatriz (Vera Cruz Campinas) na decisão para manter seu reinado no desafio.

Já o Desafio Wilson de Três Pontos coroou uma nova campeã. Lê Lisboa (Sampaio Basquete), que havia sido vice-campeã nas Enterradas, converteu 18 pontos na decisão contra Yasmim, do Vera Cruz Campinas, que teve 8.

Pivô de Araraquara decide o Jogo das Estrelas

O Jogo das Estrelas culminou com o título do Time Arilza sobre o Time Vendramini por 32 a 31, com direito a prorrogação e cesta de ouro. Na decisão, realizada em apenas dois períodos, as comandadas do treinador quatro vezes campeão da LBF lideraram na maior parte do tempo (17 a 15 na primeira parcial) e tinham seis pontos de vantagem com pouco menos de um minuto e meio para o final, mas Lays e Aline Moura converteram duas bolas de três seguidas, deixando tudo igual em 31 pontos. No tempo extra, que contou com a regra especial, o lance livre decisivo da pivô do Sesi Araraquara deu o título ao Time Arilza.

Antes, nas semifinais, o time campeão havia passado pelo Time Ferretto com o placar de 37 a 22, com 12 pontos de Leila e outros 11 de Raphaella Monteiro. Já o Time Vendramini eliminou o Time Barbosa com uma virada no final, por 30 a 28, com 8 pontos cada para as pivôs Érika de Souza e Leticia. O formato inédito com quatro equipes homenageou os treinadores donos de uma rica história na modalidade.

Na prévia do Jogo das Estrelas, a Arena Carioca recebeu um festival com escolinhas de basquete do Rio de Janeiro, com dezenas de crianças entrando em quadra no palco das principais estrelas da modalidade, além de um desafio triangular de 3×3, que contou com as participações do Botafogo, da Sodiê/Mesquita 3×3 – com atletas da equipe que disputa a LBF – e do Tijuca TC/Celso Lisboa, com duas vitórias do alvinegro carioca.

SECRETARIA MUNICIPAL DE COMUNICAÇÃO
PREFEITURA DE ARARAQUARA

Deixe uma resposta