Apagão da internet, pior que o da luz

0
143

O “apagão” do Facebook, WhatsAPP e Instagram, registrado na segunda-feira, revelou-se tão impactante quanto o da eletricidade. Não provocou escuridão nem parada de elevadores e eletro-eletrônicos, mas a inatividade das plataformas ou prejudicou o trabalho de meios de comunicação, empresas de diferentes setores, serviços públicos (educação, saúde, segurança) e outros que se servem da rede para interagir com sua clientela e colaboradores. Tratado pela operadora como “pane global”, o fenômeno ocorreu no Brasil, Estados Unidos, Europa e alguns países da América Latina e Ásia. A disposição do Procon de São Paulo, de multar – em R$ 10,7 milhões – a operadora dos três aplicativos, demonstra a dimensão dos transtornos causados pela interrupção nos serviços. Mas, além disso, há a denúncia da ex-funcionária do Facebook, que disse ontem ao Senado dos Estados Unidos que a empresa preferiu ampliar os lucros em vez de investir em segurança. (Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves – dirigente da ASPOMIL (Associação de Assist. Social dos Policiais Militares de São Paulo) – [email protected] )

Deixe uma resposta