Américo é a que mais investe em Saúde

Dois fatores contribuíram para que Américo Brasiliense se tornasse a cidade do Estado com maior reflexo percentual de gastos em Saúde sobre a receita do município: primeiro, a queda de arrecadação decorrente do repasse de ICMS, conforme índice no Fundo de Participação dos Municípios (FPM); segundo, o número de atendimento/consultas chegando a patamares insuportáveis.

De acordo com o Datasus/Siops, organismo do Governo Federal que controla o orçamento e gasto com Saúde dos municípios brasileiros, das 110 cidades do Estado de São Paulo que têm o mesmo porte populacional ou seja, entre 20 e 50 mil habitantes, Américo Brasiliense foi a que mais investiu em Saúde, no ano de 2002: mais de um terço se sua receita, 34,5%. Em números, um montante próximo dos R$ 4 milhões.

Para saber o que esse número representa, no mesmo ano, a vizinha cidade de Descalvado, que possui praticamente a mesma população (29.368 habitantes), gastou R$ 3,83 milhões. O reflexo desse gasto na receita da cidade foi somente a metade da de Américo, ou seja, 17,48%.

As cidades de Jaguariúna e Porto Ferreira se encontram em situações opostas. Se, por um lado, Jaguariúna, com pouco mais de 30 mil habitantes, investiu mais de R$ 13 milhões em Saúde (23,17%), do outro Porto Ferreira, aproximadamente 50 mil habitantes, investiu apenas R$ 3,85 milhões (13,09%).

Essas duas cidades representam uma situação antagônica. Jaguariúna é uma cidade que tem boa arrecadação. Mesmo investindo muito em Saúde, em 2002, esse investimento refletiu pouco em sua receita. Já, Porto Ferreira, no mesmo ano, investiu o básico com Saúde e o reflexo em sua receita foi um dos mais baixos do Estado.

Complexidade

Esses dados apresentados demonstram como a complexa saúde pública merece carinho e dedicação de Américo Brasiliense. Mesmo sendo a cidade que destina maior percentual de sua receita para a área, Américo está entre as três que recebem o menor repasse percentual do SUS. Na sua frente, somente as cidades de Guararema e Louveira.

Do montante que Américo recebeu do SUS em 2002, R$ 360 mil, apenas sete cidades receberam valor menor. São elas: Igaraçu do Tietê, Guararema, Louveira, Piracaia, Santa Rosa de Viterbo, Serra Negra e Tanabi. Todas essas cidades possuem população inferior a 25 mil habitantes.

Deputado

Para esse e outros problemas, faz falta para a região de Araraquara um deputado estadual. Temos um federal, mas, como Dimas Ramalho tem muitos problemas não acha tempo para o varejo, ainda mais no contexto do Estado de São Paulo.

Demanda

A queda de arrecadação e a grande demanda são os embriões do atual quadro da saúde pública em Américo Brasiliense.

Segundo dados fornecidos pela administração da Unidade Hospitalar “Dr. José Nigro Neto”, em abril de 2002, o número de pessoas atendidas e consultadas nas unidades de Saúde do município chegou próximo dos 18,4 mil. Um ano depois, esse número atingiu 25 mil (um aumento de 38%). Dois meses depois o número atinge o incrível patamar de 26,5 mil atendimentos/consultas.

Se continuar nessa vertente, espera-se que o número de atendimento/consulta nas unidades de Saúde no município gire em torno de 260 mil no corrente ano, o que representa quase nove vezes a população do município. O número de prontuários no banco de dados da UBS está por volta de 46 mil. Para uma cidade com pouco mais de 30 mil habitantes este número demonstra que há uma população flutuante que se renova a cada ano.

Mesmo tendo essa população flutuante, segundo a diretora municipal de Saúde, Norma Pinheiro Severo, o número elevado de pessoas que procuram o hospital para se tratarem é decorrente da necessidade de desenvolver programas de ações preventivas.

Medicina

preventiva

“É necessário desenvolver ações preventivas que visem orientar esta população, o que, com certeza, será amenizado com a implantação do Programa Saúde Familiar (PSF), que atenderá às famílias em casa”, finaliza.

Outros cursos de conscientização e orientação também são desenvolvidos pela UBS, entre eles: orientação sobre a importância do pré-natal, planejamento familiar etc.

Mas, tudo isso, vem preocupando a prefeita Cleide Berti Ginato porque pode faltar dinheiro no caixa devido a repasses menores do Estado e Federação.

“Por enquanto, estamos priorizando o atendimento à nossa gente. Mas, a cada dia fica mais difícil e nos obriga à economia de guerra”, diz Cleide Berti Ginato.

Destaque

A participação nos Jogos Regionais de Sertãozinho mostrou que Américo Brasiliense desenvolve um dos melhores trabalhos na região no que diz respeito à formação de atletas. Os resultados obtidos são frutos de atletas formados pela escolinha do Departamento de Esportes Turismo e Lazer (Detla).

Além dos bons resultados conseguidos pelo atletismo e pela natação, o grande destaque este ano foi novamente o karatê. Pela segunda vez consecutiva a karateca Keila Ganzella consegue a medalha de Ouro. A equipe masculina trouxe outras três medalhas de bronze, com Edmilson Silva, Alessandro Silva e Ricardo Silva.

Bronze

No último dia dos Jogos Regionais de Sertãozinho, o voleibol feminino (Sub-21) de Américo Brasiliense conquistou o terceiro lugar na modalidade, depois de vencer Orlândia por 3 sets a 0, parciais de 25×23, 25×15 e 25×23, no Ginásio Poliesportivo do Sesi.

Formada com atletas pratas da casa, a equipe de Ivani Longo entrou mais determinada em quadra. “Depois de perdermos a vaga para Jaboticabal, num dos jogos mais emocionantes da modalidade, trabalhamos bem a cabeça de nossas meninas e fomos em busca do bronze. Afinal, numa competição de alto nível como é os Jogos, o terceiro lugar é uma posição importante”, finaliza Ivani.

Vôlei

No penúltimo dia dos Jogos, o vôlei masculino (Sub-21) abriu a rodada jogando no Ginásio Municipal de Esportes “Docão”, contra Matão. O jogo decidiu a quinta colocação nos Jogos Regionais. A única alteração da equipe de Luciana foi entrada do levantador Lucas Germano no lugar de Gustavo Ramos.

Com uma equipe mais animada, Américo dominou a partida do início ao fim. Mantendo-se sempre a frente do placar, jogou com facilidade e venceu por 2 sets a 0. Com a vitória a equipe de Luciana Sarti ficou entre as melhores da competição, na quinta colocação.

Detla/Américo: Luiz Fachinetti, Tiago Bonifácio, Gustavo Ramos, Sérgio Duarte, Manoel Nascimento, Diego Silva, Valdecir Freitas; Lucas Germano, Luis Augusto Góes, Luis Guilherme Amaral, Brian Opúsculo e Júlio César Lima. Técnica: Luciana Sarti. Assistente: Alexandre Toledo.

Compartilhe :

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Comad realiza II Semana Municipal de Políticas sobre Drogas nos dias 24, 26 e 27 de junho

Araraquarense se voluntaria em Canoas, RS

Dia do Orgulho Autista: Grupo promove pesquisas e informação sobre Autismo

Câmara aprova regras para funcionamento de painéis luminosos de propaganda

Araraquara tem a menor taxa de homicídios do Brasil entre as cidades com mais de 200 mil habitantes

CATEGORIAS