Ambiente de sono seguro

0
204
Foto: Freepik

O medo de que o bebê morra dormindo vem “tirando o sono” de mães há muito tempo. E com razão! Há relatos de morte de lactentes durante o sono “desde sempre”. A morte súbita infantil inesperada (do inglês: sudden unexpected infant death, ou SUID) é um termo usado para descrever a morte de um bebê com menos de 1 ano de idade, como o próprio nome diz, inesperada.

Após investigação, uma SUID pode ser identificada como morte por sufocamento ou estrangulamento acidental na cama e nos lençóis, infecção, engasgo, lesão ou disfunção cardíaca ou metabólica. Quando não se identifica a causa, considera-se síndrome da morte súbita do lactente (SMSL).

Um ambiente de sono seguro reduz o risco de todas as mortes infantis relacionadas ao sono:

1- Coloque o bebê para dormir de barriga para cima em todas as sonecas e no sono da noite. Bebês que já “rolam” e mudam de posição à noite, em um ambiente seguro, não há necessidade de serem desvirados.

2- Use uma superfície firme e plana para dormir, não reclinada, de preferência o berço, que tenha o selo de conformidade (no Brasil, do INMETRO). Se o bebê adormecer no “bebê conforto”, carrinho, cadeirinha de balanço, etc., você deve removê-lo para uma superfície firme, para que ele durma de barriga para cima, principalmente se for menor que quatro meses de vida.

3- Certifique-se de que o colchão se encaixe perfeitamente no berço, não deixando espaços.

4- Não se deve usar objetos macios na área de sono do bebê, tais como travesseiros, brinquedos, “naninhas”, cobertores, edredons ou roupas de cama soltas. Não utilize protetor de berço. Mesmo aqueles de malha, finos, podem se soltar e causar estrangulamento. Não use ninhos! Se estiver frio, vista o bebê com várias camadas de roupa ou use o saco de dormir para bebês. Não ponha gorro para dormir. Luvas, só as que não se soltam da roupa.

5- Não superaqueça o bebê. Isso aumenta a chance de SMSL.

6- Nunca durma com seu bebê na mesma cama! Com base nas evidências, a Academia Americana de Pediatria, entre outras, não recomenda o compartilhamento da cama com o bebê em nenhuma circunstância! Se a pessoa que estiver na mesma cama que o bebê tiver alteração de estado de alerta, se for fumante atual ou se a cama for uma superfície mais macia, o risco de óbito aumenta em dez vezes.

7- Não colocar mais do que um bebê para dormir no mesmo berço (isso inclui gêmeos e outros múltiplos).

Sofás e poltronas são lugares perigosos para o sono: aumentam de 22 a 67 vezes o risco de SMSL.

Texto de autoria da pediatra Tania Zamataro, presidente do Departamento de Segurança Infantil da Sociedade de Pediatria de São Paulo (Flávia Lo Bello – e-mail: contato@veritecomunicacao.com.br)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.